Coimbra  26 de Janeiro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Gulbenkian distingue projecto de investigação da UC em computação quântica

27 de Novembro 2020 Jornal Campeão: Gulbenkian distingue projecto de investigação da UC em computação quântica

O projecto de Cláudio Gomes, estudante da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), que pretende “testar os limites dos computadores actuais, quando aplicados a problemas do domínio financeiro, e explorar modelos de computação quântica”, acaba de ser distinguido pela Fundação Calouste Gulbenkian.

O trabalho, que faz parte da sua tese de mestrado, conquistou uma bolsa no âmbito do programa “Novos Talentos em Tecnologias Quânticas”, que tem como objectivo “estimular nos jovens a apetência para a investigação em Tecnologias Quânticas, possibilitando o desenvolvimento de competências nacionais nesta área”, nota a UC.

Em particular, o estudo vai centrar-se no problema de optimização de um portefólio de activos financeiros, isto é, “perante um conjunto de activos, o objectivo é que, em cada momento, os computadores quânticos sejam capazes de decidir que activos comprar/manter/vender de modo a maximizar o lucro num dado horizonte temporal”, explica Cláudio Gomes, esclarecendo que, “para um conjunto de activos e um horizonte temporal realistas, a necessidade de cálculos computacionais cresce para valores astronómicos, impossíveis de realizar recorrendo a um programa de computador clássico”.

Por isso, a estratégia passa por explorar novos modelos de computação: “um computador quântico tem potencial para resolver inúmeros problemas que um computador clássico não consegue solucionar em tempo útil. Esta vantagem é conhecida como ‘Supremacia Quântica’. Para além dos referidos problemas financeiros, outros exemplos de problemas que podem beneficiar da elevada

capacidade de cálculo proporcionada por computadores quânticos, incluem a modelação eficiente de reacções químicas e decifração de segredos em criptografia”, destacam os orientadores do aluno, João Paulo Fernandes e Gabriel Falcão, docentes do Departamento de Engenharia Informática e do Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores, respectivamente.

“Numa altura em que se vão acumulando cada vez mais evidências de que a computação quântica poderá atingir impacto industrial mais cedo do que o esperado, antecipa-se que as contribuições a realizar possam mostrar caminhos para acelerar ainda mais esse impacto”, acrescentam.

A bolsa tem o valor pecuniário de 2 500 euros e a duração de 10 meses. Os docentes da FCTUC salientam que “estas bolsas são extremamente competitivas e concedidas a um número muito reduzido de alunos e investigadores. Por isso, mais do que o valor pecuniário em causa, o financiamento atribuído honra-nos e motiva-nos muitíssimo”, salientam.