Coimbra  25 de Fevereiro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Grande Prémio de Conto para Teolinda Gersão

21 de Junho 2017 Jornal Campeão: Grande Prémio de Conto para Teolinda Gersão

A escritora Teolinda Gersão, natural de Coimbra, conquistou, hoje, o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco com a obra “Prantos, amores e outros desvarios”.

O Grande Prémio, no montante de 7 500 euros, criado, em 1991, pela Associação Portuguesa de Escritores em parceria com a Câmara de Vila Nova de Famalicão, distingue um autor português ou de um país africano de expressão portuguesa.

Trata-se da segunda vez que Teolinda Gersão recebe este galardão, tendo-o conquistado pela primeira vez em 2002 com “Histórias de ver e andar”.

Do júri desta edição fizeram parte Cristina Robalo Cordeiro, Raquel Camacho e Salvato Teles de Menezes.

Teolinda Gersão, 77 anos de idade, é autora de romances, novelas e contos, havendo-se estreado em 1981 com “O silêncio”, que lhe valeu o Prémio de Ficção do Pen Club.

A autora soma ainda outros prémios literários, como o Grande Prémio de Romance e Novela da APE 1995, conquistado com “A casa da cabeça de cavalo”, o Prémio de Literatura da Fundação de Inês de Castro 2008, com “A mulher que prendeu a chuva”, e o Prémio de Fernando Namora 2015, com “Passagens”.

Em 2016, Teolinda Gersão foi distinguida com o Prémio Literário de Vergílio Ferreira pelo conjunto da sua obra.

A escritora estudou Germanística, Romanística e Anglística nas universidades de Coimbra,Tübingen e Berlim, foi leitora de português na Universidade Técnica de Berlim, assistente na Faculdade de Letras de Lisboa e, depois de provas académicas, professora catedrática da Universidade Nova lisboeta.