Coimbra  26 de Junho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Governante promete aposta na valorização do Interior de Portugal

7 de Março 2019

A secretária de Estado do Desenvolvimento Regional prometeu, hoje, em Coimbra, apostar “na valorização” dos territórios de baixa densidade populacional.

Recentemente investida no cargo, Maria do Céu Albuquerque, que foi presidente da Câmara Municipal de Abrantes, aspira a fazer migrar a experiência autárquica para a sua área de governação.

A quota-parte que cabe, hoje em dia, ao Interior de Portugal representa 24 por cento do investimento efectuado no país, mais quatro por cento do que a cifra correspondente à fase do começo da presente legislatura (final de 2015).

Do montante de cinco mil milhões de euros adicionais previstos na reprogramação do Programa Portugal 2020 para investimento empresarial, cerca de uma terça parte (1,70 mil milhões de euros) será destinada a territórios de baixa densidade.

Ao acenar com “expectativa positiva”, durante um encontro com órgãos regionais de comunicação social, a ex-autarca regozijou-se com “a autonomização” dos segmentos do planeamento e do desenvolvimento regional relativamente a outras áreas da governação.

Ao abrigo da recente remodelação do Executivo de António Costa, o outrora Ministério do Planeamento e Infra-estruturas (MPI) deu lugar à pasta do Planeamento – cujo ministro, Nelson de Souza, é coadjuvado por Maria do Céu – e ao Ministério confiado a Pedro Nuno Santos.

O secretário de Estado da Valorização do Interior, João Paulo Catarino, que coadjuva o ministro Pedro Siza Vieira (Economia), e a secretária de Estado do Desenvolvimento Regional vão trabalhar “em complementaridade”, declarou ao “Campeão” Maria do Céu Albuquerque ao descartar eventuais riscos de sobreposição.

Segundo a governante, o XXI Executivo aspira a ter a totalidades dos fundos do actual Quadro Comunitário de Apoio consignados a objectivos até ao final de 2019.

A secretária de Estado do Desenvolvimento Regional congratulou-se, ainda, com a existência de candidaturas no montante de 1,20 mil milhões de euros para realização de investimentos ao abrigo do Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com