Coimbra  22 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Góis investe 508 000 euros na requalificação do centro histórico

27 de Julho 2018
Góis urbanismo

Lurdes Castanheira adjudicou a empreitada à empresa Carlos Gil

 

A Câmara de Góis vai investir 508 000 euros na requalificação da praça da República e vários arruamentos do centro histórico, segundo foi anunciado.

O projecto assegura aos automobilistas “melhor estacionamento”, enquanto os comerciantes “passam a ter outras condições” para desenvolver a sua actividade, disse à agência Lusa a presidente da Câmara Municipal, Maria de Lurdes Castanheira.

A autarca do PS salientou, por outro lado, que são concedidos aos moradores, bem como aos estabelecimentos de comércio e serviços, benefícios fiscais na realização de obras de reabilitação do edificado, no âmbito de um sistema municipal de incentivos à fixação de pessoas nesta zona antiga da vila de Góis.

A empreitada de requalificação, confiada à empresa Carlos Gil, realiza-se ao abrigo do Plano de Acção de Regeneração Urbana (PARU) de Góis, beneficiando de um financiamento europeu a fundo perdido para 85 por cento do investimento, de acordo com uma candidatura aprovada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.

Lurdes Castanheira realçou que a zona intervencionada terá “redes eléctrica e de água de esgotos completamente novas”.

“Deixamos de ter fios e postes no ar”, segundo um projecto que inclui a construção de uma fonte luminosa no centro da Praça da República, referiu.

A autarquia prevê que as obras comecem “no final do Verão”, logo que esteja “terminado o processo burocrático”.

“Conjuntamente com a praça, pretende-se requalificar a principal artéria de atravessamento, assim como uma das mais importantes frentes comerciais do centro histórico, alargando a dimensão dos passeios, anulando os desníveis existentes e melhorando a qualidade do pavimento”, adianta.

A Câmara de Góis pretende “respeitar os limites existentes, relevar os elementos do passado e introduzir novos revestimentos e equipamentos, mais ajustados aos usos do seu quotidiano contemporâneo”.

“A praça da República vai ganhar nova vida, como espaço central de referência, multifacetado, sustentável, marcante e moderno, que possibilite o lazer, o convívio e a estadia por parte dos habitantes e visitantes”, sublinha a autarquia.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com