Coimbra  20 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Fungos estão na base de oxigénio na atmosfera

19 de Dezembro 2017

Os fungos ajudaram a desenvolver a vida na Terra, pois coube-lhes um papel crucial na formação da atmosfera respirável, rica em oxigénio, conclui um estudo acabado de divulgar.
Investigadores da Universidade de Leeds (Reino Unido) fizeram experiências em que plantas e fungos cresceram em atmosferas parecidas com a da Terra antiga, noticiou a Agência Lusa.
Ao incorporarem os resultados em modelos computacionais, os investigadores concluíram que os fungos são essenciais na criação de uma atmosfera rica em oxigénio.
Segundo os cientistas, os fungos «extraem» o nutriente fósforo de rochas e transferem-no para as plantas, a fim de poder ser realizada a fotossíntese (função pela qual as plantas, na presença da luz solar, transformam o dióxido de carbono e a água em matéria orgânica, libertando oxigénio).
O estudo defende que a quantidade de fósforo transferida poderá ter sido muito grande sob antigas condições atmosféricas.
Ao usar um modelo computacional, reproduzindo o sistema terrestre, a equipa de investigadores verificou que os fungos tiveram capacidade para alterar de forma significativa a atmosfera antiga.
A Terra terá desenvolvido uma atmosfera rica em oxigénio há entre 500 e 400 milhões de anos, quando o dióxido de carbono foi gradualmente convertido em oxigénio pelas primeiras plantas.
As experiências conduzidas pela Universidade de Leeds revelaram, de acordo com um comunicado da instituição, que diferentes fungos antigos, ainda existentes na actualidade, efectuaram as transferências de fósforo em percentagens distintas, influenciando as velocidades com que as plantas produziram oxigénio.
Tal mecanismo interferiu, por sua vez, na velocidade com que a composição da atmosfera se alterou, de mais abundante dióxido de carbono para mais rica em oxigénio.
Ao extraírem minerais e ao transferirem-nos para as plantas, ajudando-as a crescer, os fungos recebem, em troca, o carbono que elas produziram quando capturaram o dióxido de carbono da atmosfera e libertaram oxigénio.
As formas mais antigas de plantas não possuíam raízes, com as quais pudessem retirar os nutrientes directamente do solo, nem eram vasculares, o que as impedia de reter água.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com