Coimbra  17 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Freguesia de S. João do Campo atrai com gastronomia e muita música

6 de Julho 2018

A VIII Feira de S. João do Campo, em Coimbra, vai realizar-se entre hoje e domingo (08), no recinto junto à Escola Primária.

O melhor da freguesia vai estar em destaque durante três dias, neste que é já um certame muito concorrido a nível regional e que “tem vindo sempre a aumentar”, realça Dinis Pereira, presidente da Junta.

Apesar de este ser o primeiro ano à frente dos destinos de São João do Campo, o autarca reconhece que o certame é “muito importante para a freguesia”, um verdadeiro “arraial onde o convívio entre as várias gerações é uma das partes fundamentais”.

A gastronomia é sempre uma das componentes mais fortes da Feira, atraindo os apreciadores das iguarias regionais da zona Centro. Os melhores sabores estão a cargo do Sanjoanese Atlético Clube e do Centro Social de São João do Campo. Também os escuteiros darão a sua contribuição neste evento, com uma ‘barraquinha’ para servir cafés.

O presidente da Junta, Dinis Pereira, considera que o certame é “uma grande ajuda para as instituições da freguesia, para que cada vez sejam mais vistas, mais apreciadas e mais faladas”.

Também o artesanato tem uma presença assídua neste evento, com 43 expositores, todos da zona Centro, um número que é quase o dobro dos anos anteriores e que ocuparão um total de 360 metros quadrados de área. O aumento exponencial dos interessados em mostrar o seu trabalho neste certame poderá levar a Junta de Freguesia a, no próximo ano, transferir a Feira para um outro local, algo que não preocupa o autarca que quer ver a Feira crescer.

O programa é variado, com actuações dos grupos Uncover, Polaroid Band e DJ Bastez (hoje); Highlight, banda Hidrogénio, Remember Revival Band e DJ David Silva (amanhã) e, para domingo, a música estará a cargo dos Dox Trio. A ideia é ter diversos estilos musicais a subir ao palco, “com o intuito de abranger diversos públicos”, revela a organização.

Dinis Pereira salienta que os artistas que subirão ao palco são “todos da zona de Coimbra”, o que significa que há talento “e que não é preciso ir buscar fora”.

E porque nem só de boa música se faz este certame, o último dia está reservado para a tradicional vertente desportiva solidária, com o ‘Cross das Cegonhas’ (10 quilómetros) e a ‘VI Caminhada Sol & Dar’ (cinco quilómetros).

Será, ainda, possível assistir a alguns ateliers de danças, karaté e artesanato; peças de teatro (com o TARF – Teatro Amadro da Ribeira de Frades); uma aula de zumba; música com gaiteiros; rastreios de saúde; uma ‘revista à portuguesa’, entre outras actividades que só serão desvendadas no local.

As expectativas estão em alta para um fim-de-semana que promete muita animação, música, artesanato e a tão apreciada gastronomia, sem esquecer um conjunto de equipamentos de diversão para agradar ao público mais novo.

A cerimónia de abertura da VIII Feira de Artesanato & Gastronomia de São João do Campo está marcada para hoje, pelas 19h30, contando com a presença do executivo da Freguesia de São João do Campo e alguns elementos da Câmara Municipal de Coimbra.

Praticar desporto enquanto se é solidário

A manhã de domingo (08), no programa da VIII Feira de Artesanato & Gastronomia de São João do Campo, está reservada para o desporto solidário.

O ‘Cross das Cegonhas’ (10 quilómetros) e a habitual ‘Caminhada Sol & Dar’ (cinco quilómetros) são as duas provas em que, além da promoção do exercício físico, o que se pretende é incentivar à solidariedade.

Quer para o ‘Cross’ como para a caminhada, o preço da inscrição são dois bens alimentares e as partidas de ambas as provas estão previstas para as 09h30, junto ao recinto da Feira. As inscrições podem ser feitas, até hoje, na Junta de Freguesia, ou após essa data, no próprio certame.

“Estes eventos oferecem aos participantes uma oportunidade de desfrutar da natureza, dando a conhecer a nossa vila através de um percurso que acompanha o habitat de uma das maiores comunidades de cegonhas do nosso país”, revela a Junta de Freguesia, promotora do certame.

Já a caminhada ‘Sol & Dar’ tem como objectivo “dar seguimento ao trabalho já desenvolvido anteriormente de colaboração com a loja solidária ‘Sol & Dar’ existente na nossa freguesia”, revela.

A opção de cinco quilómetros de caminhada é destinada a quem pretende divertir-se um pouco mas sem muito esforço, um percurso que, apesar de alguns altos e baixos, será passível de ser feito com

carrinhos de bebé, por exemplo. Ainda na caminhada quem pretender um desafio maior poderá seguir as indicações da corrida e fazer os 10 quilómetros do ‘Cross das Cegonhas’, uma prova nova que contempla partes em alcatrão, partes em terra batida e partes em trilho. O ‘Cross’ será uma prova competitiva dividida por escalões e com atribuição de troféus aos três primeiros classificados de cada escalão.

“A escolha da cegonha para ‘madrinha’ da prova resulta da presença constante desta ave ao longo do percurso escolhido”, adianta a Junta de Freguesia, sublinhando que é uma das aves sempre presente na vila e que, juntamente com os milhafres, é uma das mais imponentes.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com