Coimbra  25 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Miranda do Corvo: Freguesia de Lamas inaugura novo espaço em dia de festa

29 de Abril 2022 Jornal Campeão: Miranda do Corvo: Freguesia de Lamas inaugura novo espaço em dia de festa

Domingo, dia 1 de Maio, a Freguesia de Lamas, em Miranda do Corvo, volta a acolher uma das suas maiores tradições, a Entrada da Nossa Senhora do Pranto.

Depois de dois anos de interregno, devido à pandemia covid-19, esta romaria regressa, cheia de fé e esperança, às ruas da freguesia e vai contar ainda com a inauguração do monumento aos peregrinos fiéis a esta Santa.

A Entrada da Nossa Senhora do Pranto é uma romaria que consiste em levar a bandeira de Lamas a Dornes, em Ferreira do Zêzere, a pé ou de bicicleta e regressar, num total de cerca de 70km. Reza a lenda que, há mais de 100 anos, uma praga de gafanhotos atingiu a zona e o povo prometeu que se as suas preces fossem ouvidas e os bichos se fossem embora, iriam a Dornes, à Senhora do Pranto. O pedido foi atendido e a promessa tem sido repetida todos os anos (excepto os dois de pandemia).

Desta forma, os peregrinos de Lamas iniciaram o seu programa durante esta madrugada, pelas 5h30h, saindo a pé até ao Santuário da Senhora do Pranto, em Dornes. Irão chegar por volta das 18h30 onde vão realizar, no resto do dia, e no sábado (30), algumas celebrações religiosas.

No domingo, dia 1 de Maio, pelas 5h30, decorre a saída dos peregrinos de Dornes que deverão chegar a Pousafoles, Freguesia de Lamas, pelas 18h00.

Logo de seguida, pelas 18h15, vai decorrer a inauguração do monumento ao peregrino.

Raul Marques, presidente da Junta de Freguesia de Lamas, referiu que este monumento surge numa área que foi requalificada em 2021, e que agora “faz todo o sentido ser apresentada”. O espaço estava abandonado e serve agora de apoio aos peregrinos. Contém bancos, cadeiras e é indicado também para momentos de lazer.

Pelas 18h30, dá-se o início da procissão pelas ruas de Pousafoles e às 19h00 é a chegada a Lamas, que termina com a missa solene. Para assinalar a chegada da bandeira da padroeira é feito um tapete de flores, que vai desde a Igreja Matriz de Lamas até à estrada principal, este ano irá ser mais pequeno, cerca de 150 metros.

Esta romaria é extremamente religiosa e decorre sempre no segundo fim-de-semana depois da Páscoa.

Também no primeiro fim-de-semana depois da Páscoa acontece uma procissão, mas esta apenas dentro da Freguesia de Lamas, Desde a pandemia a Junta de Freguesia de Lamas decidiu ceder uma carrinha e realizar uma procissão com a padroeira a todas as aldeias pertencentes.

Raul Marques afirma que esta romaria “é uma devoção muito grande” e por isso espera que haja muitos fiéis a marcarem presença, depois de dois anos sem se realizar.