Coimbra  18 de Abril de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Francisco Costa vence Prémio Edmundo de Bettencourt/Canção de Coimbra 2023

18 de Junho 2023 Jornal Campeão: Francisco Costa vence Prémio Edmundo de Bettencourt/Canção de Coimbra 2023

O Prémio Edmundo de Bettencourt/Canção de Coimbra 2023 vai ser atribuído ao trabalho discográfico de Francisco Costa – “Retomar Coimbra (Fado e Canção de Coimbra)”. A informação vai para homologação à reunião do Executivo Municipal de amanhã.

O júri do prémio, que será entregue no Dia da Cidade, foi composto pelo vereador Francisco Queirós, com competências delegadas para o efeito pelo presidente da CM de Coimbra, José Manuel Silva, por Rui Pato, jurado designado pela Câmara Municipal, por José Oliveira Martins, em representação da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (Estudos Artísticos) e por Flávio Pinho, em representação do Conservatório de Música de Coimbra.

Foram a concurso três propostas que foram analisadas no âmbito deste prémio. Tal como explica a informação dos serviços municipais, após duas reuniões de trabalho, conforme previsto no ponto 1 do artº 9º do Regulamento Municipal do Prémio Edmundo de Bettencourt/Canção de Coimbra, o júri deliberou, por unanimidade, atribuir o prémio da edição 2023, ao trabalho discográfico de Francisco Costa, “Retomar Coimbra (Fado e Canção de Coimbra)”.

O Prémio Edmundo de Bettencourt foi instituído pela CM de Coimbra, em 25 de Novembro de 2002, com o objectivo de homenagear o poeta presencista e cultor da Canção de Coimbra, Edmundo de Bettencourt (1899-1973), figura principal na inclusão, nos anos 20 do século XX, do modernismo musical nesta Canção.

Recorde-se que as candidaturas ao prémio municipal Edmundo de Bettencourt/Canção de Coimbra 2023 decorreram entre 1 e 30 de Abril. Este prémio visa distinguir os trabalhos de Canção de Coimbra com o mínimo de 10 temas e, maioritariamente, compostos por temas cantados, originais ou não, que tenham sido edição de autor ou de editoras, com distribuição comercial nos últimos dois anos. O montante a atribuir pela autarquia à obra premiada é de cinco mil euros.