Coimbra  25 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Fogos: Metade dos detidos pela PJ postos em prisão preventiva

29 de Setembro 2017

Metade dos indivíduos (95) detidos, este ano, pela PJ, sob suspeita de atearem fogos foram postos
em prisão preventiva.
Trata-se da mais severa das medidas de coacção, cuja aplicação cabe a juiz de instrução criminal.
Quanto a detenções efectuadas pela GNR (45), foi decretada prisão preventiva para quatro arguidos.
O volume das detenções a cargo da Guarda Nacional Republicana triplicou comparativamente com
o ano anterior.
PJ e GNR detiveram, em 2017, 140 pessoas suspeitas de autoria de crime de fogo posto (aumento
de 52 por cento relativamente a 2016). No ano anterior, as detenções a cargo da Policia Judiciária
foram 77 (menos 18 do que as efectuadas em 2017).

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com