Coimbra  7 de Março de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Fogo de Pedrógão: Jaime Soares teme que tenha havido mão criminosa

21 de Junho 2017 Jornal Campeão: Fogo de Pedrógão: Jaime Soares teme que tenha havido mão criminosa

Jaime Soares regozijou-se, hoje, por poder contrariar, em sede de inquérito do foro criminal, a tese da PJ acerca de eventual causa natural para a origem do catastrófico incêndio que matou 64 pessoas.

O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses e antigo autarca disse ao “Campeão” haver a suspeição de que o fogo começou a lavrar antes de um episódio de trovoada seca.

Soares vai depor no âmbito de um inquérito, aberto pelo Ministério Público ao abrigo de instruções dadas pelo procurador-geral adjunto Euclides Dâmaso, principal representante da entidade titular da acção penal na região Centro.

O director nacional da Polícia Judiciária, José Almeida Rodrigues, atribuiu a uma “trovoada seca” o começo do trágico incêndio, cujas labaredas atingiram território de vários concelhos.

Apesar de Almeida Rodrigues falar de “evidências científicas”, Jaime Soares replica que isso não o impede de expressar a sua convicção sobre a origem do sinistro.

“Há mais de 50 anos que sou bombeiro e nunca tinha enfrentado uma situação destas”, afirmou Jaime Soares, presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, citado, anteontem, pelo Diário de Notícias.

 

Foto: Associação Bombeiros Para Sempre