Coimbra  24 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Fluvial de Coimbra estreita laços com Moçambique

24 de Setembro 2021 Jornal Campeão: Fluvial de Coimbra estreita laços com Moçambique

Os atletas moçambicanos Joaquim Lobo e Joaquim Manhique treinam no Clube Fluvial de Coimbra (CFC) desde que estudam na cidade.

A participação olímpica de Lobo em Tóquio ainda está fresca, mas agora, já treinam com o objectivo Paris 2024, cidade onde vão realizar-se os próximos Jogos Olímpicos. Carlos Prista, presidente do Clube Marítimo de Desportos sediado em Maputo, esteve de visita em Coimbra.

Joaquim Lobo estuda informática e, desde que está em Portugal (há dois anos), treina no Fluvial de Coimbra sob a orientação técnica de Sérgio Bento. A dupla esteve nos Olímpicos 2021 e graças ao trabalho desenvolvido neste contexto, o CFC recebeu recentemente outro atleta moçambicano – Joaquim Manhique, estudante de turismo.

Os atletas oriundos do Clube Marítimo de Desportos em Maputo, vêem agora em Coimbra a sua segunda casa e recentemente o Fluvial de Coimbra teve a visita do presidente do clube moçambicano, Carlos Prista.

“O grande acolhimento que este clube proporcionou aos nossos atletas, não só pela orientação desportiva e técnica, mas também pelo coração aberto e espírito de entreajuda”, afirmou o presidente.

Carlos Prista foi recebido pelo presidente do CFC, Rui Garcia, e pelo vice-presidente, Sérgio Bento. Rui Garcia agradeceu as palavras do seu homólogo moçambicano e abriu as portas do clube conimbricense a futuras e mais sólidas parcerias.

Na calha, está a elaboração do programa olímpico para os atletas moçambicanos e a troca de experiências desportivas – particularmente na área da formação – entre ambos os clubes.

Por sua vez, Sérgio Bento, reforçou a missão do Fluvial de Coimbra em formar atletas em várias disciplinas da canoagem, uma vez que os atletas moçambicanos competem em duas classes distintas: canoa e K1. Carlos Prista reconhece que a realidade moçambicana está muito distante do panorama desportivo nacional, mas acredita que, com estas sinergias, este fosso pode diminuir.