Coimbra  30 de Maio de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Figueira da Foz vai cobrar dois euros de taxa turística a partir de Julho

19 de Maio 2023 Jornal Campeão: Figueira da Foz vai cobrar dois euros de taxa turística a partir de Julho

A Câmara Municipal da Figueira da Foz aprovou, esta sexta-feira, o projecto de regulamento da taxa turística a cobrar aos visitantes alojados nas unidades hoteleiras do concelho, que deverá entrar em vigor em Julho.

Votado por unanimidade na sessão do Executivo, o regulamento vai ainda ser submetido à reunião ordinária da Assembleia Municipal de Junho e depois terá de ser publicado em Diário da República.

Segundo a vice-presidente da autarquia, de Abril a Setembro de cada ano vai ser cobrada uma taxa de dois euros por cada dormida até sete noites seguidas a pessoas com idade igual ou superior a 16 anos. Já de Outubro a Março, a taxa baixa para 1,5 euros, adiantou Anabela Tabaçó.

Estão isentos da taxa os munícipes da Figueira da Foz e os hóspedes portadores de deficiência, com incapacidade igual ou superior a 60%, desde que apresentem comprovativo dessa condição.

Por sugestão do PS, que defendeu a monitorização da taxa através de um relatório anual, o regulamento deverá isentar de taxa, quando for aprovado na Assembleia Municipal, as dormidas resultantes de intempéries, catástrofes ou de casos de emergência social, embora o Executivo liderado por Pedro Santana Lopes (movimento Figueira a Primeira), tivesse essas situações previstas noutras medidas.

De acordo com a vice-presidente Anabela Tabaçó, o estudo financeiro aponta para uma receita municipal até ao final do ano de cerca de 118 mil euros.

No próximo ano, quando estiver a vigorar em pleno, a taxa turística deverá gerar uma receita líquida de aproximadamente 400 mil euros, acrescentou a autarca.

Em Março, antes de o regulamento ir para consulta pública, o presidente da Câmara salientou que a taxa turística se destina à melhoria da oferta turística da Figueira da Foz.