Coimbra  30 de Maio de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Figueira da Foz: Plataforma elevatória permite ‘visitas’ a utentes na Misericórdia

30 de Abril 2020 Jornal Campeão: Figueira da Foz: Plataforma elevatória permite ‘visitas’ a utentes na Misericórdia

A Misericórdia da Figueira da Foz vai disponibilizar uma grua com plataforma elevatória, para que os familiares dos seus utentes possam falar com os idosos junto às varandas dos lares, disse hoje fonte da instituição.

Joaquim de Sousa, provedor da Misericórdia – Obra da Figueira (MOF), revelou que a medida será posta em prática a partir de terça-feira e que se inspirou numa iniciativa de uma empresa de Bruxelas, “que, ao ficar sem trabalho, passou a prestar esse serviço pago às famílias”.

“Aqui é gratuito, mas por marcação prévia, e a grua foi-nos cedida também gratuitamente por uma empresa, não é alugada”, explicou Joaquim de Sousa.

A partir de terça-feira, durante as manhãs, entre as 10h00 e as 11h30, a grua estará localizada no largo exterior, em frente ao edifício principal da instituição, onde funciona o lar de Santo António. A plataforma elevatória, que comporta o máximo de duas pessoas de cada vez, sobe à altura do primeiro andar “e fica a dois metros da varanda”, observando assim uma “distância de segurança” no contacto entre familiares e idosos.

De tarde, entre as 15h00 e as 16h30, a plataforma elevatória muda-se para o interior das instalações da MOF, em frente ao lar Silva Soares, repetindo-se o procedimento junto às varandas dos primeiro e segundo andares do edifício.

“Os utentes vão poder falar directamente e presencialmente com os familiares a dois metros de distância”, reafirmou Joaquim de Sousa, frisando que a medida visa “repor o contacto possível” entre idosos e famílias, já que as visitas foram suspensas há cerca de um mês e meio, desde meados de Março, devido ao novo coronavírus.

O provedor da Misericórdia – Obra da Figueira disse ainda que os familiares “já começaram a ser contactados” sobre esta iniciativa da instituição de solidariedade social, enfatizando que a utilização do novo sistema “obriga a marcação prévia”.

A Misericórdia da Figueira da Foz possui dois lares de idosos, com cerca de 150 utentes, um lar de raparigas e uma creche e jardim-de-infância, esta última encerrada face à pandemia de covid-19, para além de um centro de dia e outros equipamentos.