Coimbra  24 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Figueira da Foz e Flagrantetítulo promovem oficinas de literacia sobre os oceanos

26 de Outubro 2020 Jornal Campeão: Figueira da Foz e Flagrantetítulo promovem oficinas de literacia sobre os oceanos

O Município da Figueira da Foz e a Flagrantetítulo – Associação Cultura, enquanto parceiros activos do programa educativo do Ministério do Mar “Escola Azul” (implementado no concelho da Figueira desde 2019, em quatro estabelecimentos de ensino (EB1 das Abadias, EB1das Regalheiras, EB1 do Paião e Casa da Criança S. Julião) associam-se, uma vez mais, para promover a literacia sobre os oceanos.

Assim, dia 07 Novembro e dia 05 de Dezembro, realizam-se, no Grupo Caras Direitas, em Buarcos, das 10h00 às 13h00, sessões da oficina didáctica de tipo formativo de curta “Pedagogia poética e escritas do Mar“, dinamizada pelo escritor José António Gomes.

As sessões são gratuitas, dirigidas a educadores de infância e docentes do 1.º e 2.º ciclos (Português) e têm como ponto de partida o livro “Poucas letras, tanto mar”, da autoria de João Pedro Mésseder, com ilustrações de Ana Biscaia.

As inscrições são limitadas a 25 pessoas por sessão e podem ser realizadas até dia 02 de Novembro, através do e-mail servico.educativo@cm-figfoz.pt.

As sessões têm como objectivos: reconhecer o Mar como tópico ou motivo de forte presença na escrita literária de todos os tempos (na lírica, na narrativa, no drama e na arte em geral); construir um corpus de textos de referências no domínio das escritas do mar, enquanto recurso estético-pedagógico para públicos de diferentes idades; compor pequenos textos de tema ou motivo marinho, recorrendo a técnicas e estruturas específicas (tipologias; composição de cariz aliterante e assonântico, caligrama e outro tipo de poemas visuais “enigmas“ e gregueria, haiku, jogo metafórico, quadro ao jeito do cancioneiro, etc); e reconhecer potencialidades pedagógico-didácticas nas técnicas apresentadas.