Coimbra  28 de Julho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Figueira da Foz: Caderno Municipal “Azulejaria na Região Centro” recebeu com prémio

7 de Maio 2021 Jornal Campeão: Figueira da Foz: Caderno Municipal “Azulejaria na Região Centro” recebeu com prémio

O Caderno Municipal 52 “Azulejaria na Região Centro”, editado pelo Município da Figueira da Foz, em 2019, foi galardoado com o Prémio “Divulgação”, pelo júri dos “Prémios SOS Azulejo 2019-2020”.

A obra foi editada na sequência da realização, em 2014, do colóquio “Azulejaria na Região Centro”, uma parceria entre a Câmara Municipal da Figueira da Foz e o Centro de Estudos em Arqueologia, Artes e Ciências do Património – Universidade de Coimbra (CEAACP-UC), “que contou com a presença de alguns dos nomes mais notáveis em Portugal no campo do estudo e investigação na azulejaria – representantes do Museu Nacional do Azulejo e da Rede Temática em Estudos de azulejaria e cerâmica João Miguel dos Santos Simões; Francine Stoffels, responsável pelo reatar das ligações entre especialistas de azulejaria em Portugal e na Holanda, nos últimos anos, co-editora da revista Tegel”, disse a autarquia.

O Caderno Municipal 52 “Azulejaria na Região Centro” divide-se em três capítulos –Azulejaria Portuguesa, Azulejos holandeses em Portugal e Azulejaria na Região Centro –, e apresenta um total de sete artigos, dois dos quais dedicados ao património azulejar no concelho da Figueira da Foz (Casa do Paço e Paço de Maiorca).

De salientar que os “Prémios SOS Azulejo”, prémios de Protecção e Valorização do Património Azulejar português (e/ou de origem/tradição portuguesa), foram instituídos, em 2010, pelas entidades parceiras do “SOS Azulejo”, um projecto da iniciativa do Museu de Polícia Judiciária, que conta com a parceria da Associação Nacional de Municípios Portugueses, da Direcção Geral do Património Cultural, da Rede de Investigação em Azulejo da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa; Instituto Politécnico de Tomar, da Universidade de Aveiro, da Guarda Nacional Republicana e da Polícia de Segurança Pública.

O Projecto “SOS Azulejo” tem como objectivos reconhecer, valorizar, dar visibilidade e fomentar acções de protecção e valorização do património azulejar português e/ou de origem/tradição portuguesa; contribuir directa e indirectamente para a segurança, a conservação e o restauro certificados, o estudo, o usufruto e a divulgação adequados do património azulejar português e/ou de origem/tradição portuguesa; reforçar e incentivar a ligação e o orgulho das populações e das instituições em território português pelo seu património azulejar e/ou, noutros países, pelo seu património azulejar de origem/tradição portuguesa; encorajar e apoiar projectos, estudos e acções de qualidade que aproveitem, valorizem e dinamizem o potencial do património azulejar português.