Coimbra  7 de Outubro de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Figueira da Foz avança com segunda fase da requalificação do centro histórico

7 de Setembro 2022 Jornal Campeão: Figueira da Foz avança com segunda fase da requalificação do centro histórico

O Município da Figueira da Foz vai avançar com a segunda fase da obra de requalificação do centro histórico da cidade, que deverá estar concluída em Junho de 2023, disse hoje o presidente da Câmara.

“É uma obra relevantíssima e, principalmente, o cumprimento de um dever de consciência, não deixando para o futuro o que deve ser tratado agora, porque aquelas infraestruturas, com décadas, estão carecidas de intervenção”, salientou Pedro Santana Lopes.

Segundo o autarca, a intervenção na zona da Rua dos Bombeiros Voluntários, na zona mais complexa das galerias, que estão mais carecidas de intervenção, para separação das vias de águas residuais e pluviais, fica contemplada nesta segunda fase.

“Quem me dera a mim não ter de fazer estas obras, ainda por cima numa altura em que a ponte Edgar Cardoso vai estar também condicionada”, enfatizou o presidente da Câmara, alertando para os condicionamentos de circulação na cidade.

A requalificação do núcleo histórico envolve a substituição do piso, redes de água pluviais e saneamento e intervenção nas galerias subterrâneas.

Trata-se de uma empreitada “profundíssima, numa fase com muitos trabalhos que vão ser precisos para as gerações que vivem hoje”, com uma programação temporal de oito meses.

“Se não forem estas obras, vamos estar constantemente com abate do piso e com cedências que são complicadas para a circulação e que às vezes podem ser mais graves”, disse Santana Lopes.

Salientando que “com a segurança não se brinca”, o autarca enfatizou que se a população quiser “ter a cidade a funcionar como deve ser, com água em casa, esgotos e as águas da chuva a escoarem bem, tem de compreender que estas obras têm de ser feitas”.

Após a segunda fase, o Município da Figueira da Foz prevê arrancar logo com uma terceira fase, que no conjunto envolvem um investimento na ordem dos cinco milhões de euros.