Coimbra  20 de Junho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Figueira da Foz: Adjudicada recolha de lixo por oito anos

25 de Janeiro 2019

A Câmara da Figueira da Foz adjudicou um novo contrato de prestação de serviços de recolha de lixo, por oito anos e 7,8 milhões de euros, que entra em vigor a 01 de Fevereiro.

O Município esclarece que o contrato de Recolha e Transporte de Resíduos Sólidos Urbanos, Lavagem e Manutenção de Contentores representa um investimento de 7,8 milhões de euros acrescidos de IVA e foi adjudicado à empresa Suma, na sequência de um concurso público internacional.

Segundo a autarquia, derivado das exigências técnicas do contrato, “está previsto na proposta vencedora a incorporação de uma frota de viaturas amigas do ambiente, com recurso a combustíveis menos poluentes, como gás natural comprimido (GNC), gás petróleo liquefeito (GPL), híbridas e eléctricas, de forma a diminuir as emissões de gases nocivos para a atmosfera, aliado à diminuição do ruído”, informa a Câmara.

Acrescenta que o novo contrato prevê ainda a utilização de tecnologia ligada à gestão da frota de resíduos “que, em tempo real, comunica com uma plataforma electrónica toda a informação de análise de execução do serviço e fiscalização das actividades desenvolvidas pelo contratante”.

A autarquia diz, ainda, que com a nova frota “serão efectuadas com maior frequência as lavagens da zona envolvente dos contentores e dos ecopontos”, sem, no entanto, indicar qual o período temporal, prevendo também alargar o sistema de recolha de lixo aos domingos “nas zonas de maior densidade populacional”.

Anuncia, por outro lado, que a recolha de monos [móveis usados, sofás ou colchões, entre outros] e de verdes [resíduos provenientes da limpeza e manutenção de jardins] “em quantidades pequenas até cerca de um metro cúbico” será realizada “no mínimo de dois dias por semana”, através do contacto directo dos interessados, via telefone (233 436 576) com o prestador de serviços.

“Os resíduos deverão ser depositados junto a espaço público ou, em último caso, junto ao contentor mais próximo para que a equipa possa proceder à sua recolha”, avisa o Município.

Já na zona histórica da vila de Buarcos será implementado “um sistema de recolha selectivo, porta à porta, com as diferentes fileiras de resíduos para encaminhamento para além do sistema normal indiferenciado”.

O Município garante, por outro lado, que as campanhas “com o intuito de sensibilizar e divulgar a promoção de comportamentos ambientalmente correctos junto dos jovens e da população em geral” vão continuar a fazer parte dos seus programas anuais, previamente aprovados.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com