Coimbra  4 de Agosto de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Festival do Arroz e da Lampreia incentivou a criação da Delícia do Baixo Mondego

8 de Abril 2021 Jornal Campeão: Festival do Arroz e da Lampreia incentivou a criação da Delícia do Baixo Mondego

O Festival do Arroz e da Lampreia, em Montemor-o-Velho, tem reforçado ao longo dos últimos anos o seu espírito de inovador, tendo este ano o certame contado com a criatividade do Centro Social e Paroquial de Meãs do Campo.

A edição de 2021 decorreu num formato diferente, mas a criatividade esteve em alta para o Centro Social e Paroquial (CSP) de Meãs do Campo, que voltou a surpreender com a sua mais recente tentação gastronómica: a Delícia do Baixo Mondego.

Para além de “delicioso e inovador”, este novo doce é também ecológico, uma vez que substitui o recipiente em plástico por um copo feito com uma base de farinha de arroz, que depois é recheado com o tradicional arroz doce. “É um doce com 100% de aproveitamento, sem espaço para o desperdício”, explica Susana Medina, da direcção do CSP de Meãs do Campo.

Mas a criatividade doceira do CSP de Meãs do Campo não se fica por aqui. A oferta é variada e sempre tentadora: para além do arroz doce, “simples e quentinho”, pode combinar com cobertura de mirtilo ou doce de abóbora, tem ainda a bateira, com muitas opções de recheio e, agora, a Delícia do Baixo Mondego.

Susana Medina, da direcção do CSP de Meãs do Campo sublinha que são iguarias “de alta qualidade e feitas com os melhores ingredientes dos produtores locais”, lembrando que “a preparação do arroz doce foi um projecto iniciado pela direcção anterior, em 2014, e que participava em diversos eventos, tal como a Feira do Ano e o Festival do Arroz, como forma de angariação de fundos para fazer face às despesas e outras projectos da instituição”.

“Em maio de 2020, começámos a fazer uma vez por mês no Pátio Bar. As pessoas, através do nosso website ou do Facebook, encomendam ou, se se justificar, nós vamos entregar no concelho de Montemor-o-Velho”, afirmou.

A iguaria do arroz doce “quentinho acabado de fazer” volta a desafiar os apreciadores no dia 01 de Maio. As encomendas podem ser feitas pelo telefone 962470442 ou pelo email arroz.doce@cspmeas.com.

 

“Quinta dos Avós”

“Quinta dos Avós” é também um projecto que amplia o espírito empreendedor do Centro Social e Paroquial (CSP) de Meãs do Campo.

No âmbito da sua actividade junto da comunidade sénior e na resposta a um desafio da direcção, as técnicas dos CSP de Meãs do Campo decidiram criar a “Quinta dos Avós” que foi, recentemente, um dos vencedores do prémio Mais Ajuda do LIDL.

“Na altura do confinamento os idosos estavam mais isolados do mundo e, por isso, começámos com uma pequena horta para irem vendo os legumes a crescer. Com esta actividade é possível trabalhar, por exemplo, a parte da demência, fazer terapia por reminiscência e estimulação cognitiva”, referiu Teresa Tomé, psicóloga da instituição.

De igual modo, Ana Batista, animadora social, avançou que “o valor do prémio vai ser usado para fazer crescer o projecto, de modo a trabalhar com os idosos, realizar actividades intergeracionais mas também trazer idosos de outras instituições e das escolas do concelho e, num futuro próximo, abrirmos a Quinta dos Avós também ao público”, acrescentou.

Para já, “os resultados são muito positivos, com muitos dos idosos a saírem das paredes da instituição e virem tratar dos legumes. Alguns deles até já se aventuram a apanhar para comer um ou outro morango às escondidas”, revelou.