Coimbra  24 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

 

Festival “Correntes” promove a canção e o fado de Coimbra

20 de Setembro 2021 Jornal Campeão: Festival “Correntes” promove a canção e o fado de Coimbra

A quarta edição do festival “Correntes de um só rio – Encontro do Fado, da Canção, da Música e das Guitarras de Coimbra” arranca no próximo dia 1 de Outubro e conta com uma vasta programação até dia 10 desse mês.

O evento começa, no dia 1, como habitualmente, com a Serenata Património, que este ano junta dois rios, Mondego-Mandovi. Trata-se de um filme-espectáculo que leva ao palco dois virtuosos violinistas de Coimbra e de Goa, Manuel Rocha e Orlando de Noronha, que contam as histórias destes dois rios que, os portugueses, na época dos Descobrimentos, tornaram num só. Cuca Roseta e Catarina Moura dão voz ao mar que os une, através das toadas de um lado e de outro mundo português.

O programa desta quarta edição integra propostas inéditas e variadas que vão além da música. Espectáculos para crianças e famílias, uma exposição/instalação denominada KAPUA WAIATA – Variações sobre a Guitarra de Coimbra e tertúlias, são alguns dos eventos que poderão ser apreciados até ao próximo dia 10 de Outubro. Consta ainda no programa a actuação de Rui Pato e António Ataíde a recordarem as canções de Zeca Afonso no dia 2, João Farinha a apresentar “Tempo sem Sombras” no dia 5 e Bernardo Moreira a apresentar o seu novo disco “Entre Paredes” no dia 9. A V Grande Noite do Fado e da Canção de Coimbra está marcada para dia 7, pelas 21h30, no Grande Auditório do Convento São Francisco.

Um festival criado pela Câmara Municipal há quatro anos, que visa promover e valorizar o fado e a canção de Coimbra e contou, desde o início, com a entusiasta colaboração de numerosos músicos e artistas da cidade e também de artistas que, inspirados pela tradição musical Coimbrã, definiram os seus percursos ligados a esta arte. No momento em que a cidade prepara a sua candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027, pretende-se, pois, de olhos postos no futuro, dar relevância às matrizes que melhor definem a identidade da cidade, e, das quais, o fado e a canção de Coimbra são exemplo excecional.

Uma edição que ainda irá decorrer em contexto de pandemia, à semelhança da edição

anterior, pelo que a organização assegurou o cumprimento rigoroso de todas orientações das autoridades de saúde. É, pois, obrigatório o uso de máscara, a entrada será interdita após o início do evento, o espaço estará sinalizado e será respeitado o distanciamento físico e todas as indicações dos assistentes do recinto.

A aquisição e reserva de bilhetes deve ser efectuada junto da bilheteira do Convento São Francisco, presencialmente ou através do contacto 239 857 191, entre as 15h00 e as 20h00, ou ainda através do email bilheteira@coimbra.pt.