Coimbra  30 de Maio de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Feira Medieval de Penela tem dois dias de programa dedicado ao rei Afonso IV

14 de Maio 2024 Jornal Campeão: Feira Medieval de Penela tem dois dias de programa dedicado ao rei Afonso IV

Afonso IV, filho dos reis Dinis e Isabel de Aragão, vai ser a figura central da 28.ª Feira Medieval de Penela, que decorre sábado e domingo nesta vila.

A Câmara Municipal, em colaboração com o Agrupamento de Escolas Infante D. Pedro e a Associação de Pais e Encarregados de Educação, “promete encantar os moradores e visitantes com um evento repleto de entretenimento, cultura e gastronomia”.

“O Castelo de Penela será, mais uma vez, o palco de uma viagem no tempo, transportando os visitantes para a época da Idade Média”, refere a autarquia, liderada por Eduardo Nogueira dos Santos.

Com uma “ampla variedade” de iniciativas e entrada livre, a programação para os dois dias inclui espectáculos de música, dança e teatro, demonstrações de artesanato medieval e atividades para as crianças, tendo sido “pensada para todos os gostos e idades”.

“Estamos entusiasmados por receber, mais uma vez, a comunidade e os visitantes para celebrar a nossa rica herança histórica e cultural”, afirma o presidente da Câmara.

Para Eduardo Nogueira dos Santos, o programa revivalista é uma realização “muito especial” que “celebra a tradição e a gastronomia medieval”.

Além de enaltecer o património cultural de Penela e promover as visitas ao concelho, a Feira Medieval “proporciona momentos de diversão e convívio da família penelense”, acrescenta.

O programa começa no sábado, ao meio-dia, com as bodas reais de D. Afonso IV e da infanta Beatriz, filha de Sancho IV de Castela e de Maria de Molina.

Às 12h30, após a “arruada de trovadores pelas ruas do burgo”, é anunciado o casamento por arautos e trovadores da alcaidaria, a que se segue, às 13h00, o “lauto banquete nas tabernas do mercado”.

O “cortejo régio” está marcado para as 16h30, com um conjunto de momentos vespertinos, como folias, danças, folguedos e bênção da feira.

Na noite de sábado, a festa encerra com os “fogos ancestrais” e a “ronda dos alvazis e aguazis nos adarves do castelo”, entre as 00h00 e as 00h45.

O domingo, a partir das 12h00, é dedicado às guerras do reino de Portugal e dos Algarves com Castela e à batalha do Salado, entre cristãos e mouros da Península Ibérica, na qual D. Afonso IV se notabilizou à frente das suas tropas, o que lhe valeu o cognome de “O Bravo”.

Pai de D. Pedro I, Afonso IV ficou também célebre por ter mandado matar Inês de Castro, no contexto dos amores da fidalga castelhana com o seu filho, episódio trágico que terá ocorrido em Coimbra, na margem esquerda do rio Mondego.

A Feira Medieval, a coincidir com os dois últimos dias da segunda Semana Gastronómica da Caça, termina com “esconjuros de bruxas, demónios e todos os males que nos atormentam”, às 19h30, seguidos da “selagem das pipas, cestas e almotolias”, às 20h00.