Coimbra  29 de Novembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Federação de Coimbra do PS felicita Governo pelo avanço da nova Maternidade

21 de Outubro 2021 Jornal Campeão: Federação de Coimbra do PS felicita Governo pelo avanço da nova Maternidade

O presidente da Federação Distrital do Partido Socialista de Coimbra, Nuno Moita, manifestou a sua satisfação pela notícia de que Governo vai avançar com a construção da nova Maternidade.

“Tal decisão teve como natural enfoque na escolha do local a instalar a infraestrutura, as necessidades médicas e técnicas que tal serviço exige, associadas às características e respostas de saúde necessárias e exigências baseadas nas especificidades ligadas a este serviço tão diferenciado”, refere, esta quinta-feira, o líder distrital.

Nuno Moita recorda que a Federação Distrital do PS de Coimbra já tinha reunido com o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) e visitado o Hospital Geral (Covões), “não descurando a estreita articulação e auscultação dos deputados da nação eleitos pelo círculo eleitoral de Coimbra, Município de Coimbra, assim como com os representantes do Ministério da Saúde”.

O líder distrital socialista salienta que “sempre se empenhou em ser parte da solução, de forma a impedir que tão importante infraestrutura de saúde ‘se perdesse’ para outra região fora do distrito de Coimbra, deixando a região mais pobre no que à saúde diz respeito”.

A nova Maternidade de Coimbra vai ser construída no pólo dos Hospitais da Universidade, segundo anunciou na terça-feira o presidente do CHUC, Carlos Santos.

O anúncio da construção da nova Maternidade (serviços de obstetrícia e neonatologia) decorreu no Salão Nobre da Câmara Municipal de Coimbra, numa conferência que juntou o presidente do CHUC e o novo presidente do Município, José Manuel Silva, que tomou posse na segunda-feira.

A nova Maternidade deverá estar concluída em Dezembro de 2024, representando um investimento de 38 milhões de euros para a infraestrutura e 6,8 milhões de euros em equipamento.