Coimbra  17 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Faleceu um membro do Conselho Geral da UC

8 de Maio 2019

Fernando Lopes da Silva, membro do Conselho Geral da Universidade de Coimbra, morreu, terça-feira (07), aos 84 anos de idade.

Natural de Lisboa, Lopes da Silva era um conceituado neurocientista.

Residente na Holanda, desde os 30 anos de idade, o investigador dedicou-se a estudar aspectos biofísicos da actividade eléctrica do cérebro, incluindo a origem de fenómenos epilépticos, e conquistou, em 2004, a primeira edição do Prémio Universidade de Coimbra.

A UC expressou “profundo pesar” pelo desaparecimento de Fernando Henrique.

Devido ao falecimento do neurocientista, a Universidade conimbricense perde “uma voz autorizada no Conselho Geral, com destaque para a política de investigação”, lamentou o reitor, Amílcar Falcão.

João Caraça, timoneiro do Conselho Geral (CG) da UC, manifestou “o mais profundo pesar e a mais profunda gratidão” por parte do órgão por ele presidido. Para João Caraça, Fernando Henrique teve “uma vida distintíssima” e, “reconhecidamente, foi uma pessoa excepcional do ponto de vista científico e humano”.

Em pleno exercício das suas funções no sobredito CG, Fernando Lopes da Silva era coordenador da Comissão ad hoc para o Desenvolvimento da Rede de Escolas de Doutoramento.

“O programa de acção que apresentei, enquanto candidato a reitor, teve um contributo muito valioso” do neurocientista, nomeadamente no que diz respeito à criação de escolas doutorais, cuja implementação, num horizonte de quatro anos, será “a maior homenagem que podemos fazer ao cientista, ao colega e ao amigo”, assinala Amílcar Falcão.

Há 19 anos anos, o neurocientista foi galardoado, pelo então Presidente da República Jorge Sampaio, com o grau de alto oficial da Ordem de Santiago da Espada, por notáveis realizações no campo da Ciência/Arte/Literatura.

Eleito membro da Academia Real Holandesa de Artes e Ciências, em 1985, Lopes da Silva recebeu o prémio Herbert H. Jasper, em 1999, e a distinção de Cavaleiro da Ordem do “Nederlandse Leeuw”, atribuída, há 18 anos, pela Rainha da Holanda.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com