Coimbra  18 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Faça você mesmo. Por tão pouco uma casa melhor

10 de Maio 2022 Jornal Campeão: Faça você mesmo. Por tão pouco uma casa melhor

A nossa casa é muito mais do que apenas o lugar onde vivemos, é também o nosso “porto de abrigo” e onde criamos e guardamos as nossas melhores recordações. Nos últimos anos o tempo que passamos em casa aumentou muito, principalmente para quem ficou em regime de teletrabalho ou a tomar contas dos filhos, e isto fez com que déssemos mais atenção ao nosso lar e verificássemos também serem necessários alguns pequenos arranjos, uma nova decoração, uma melhoria na organização ou a criação de um espaço para trabalhar. Estes trabalhos podem ser feitos de duas formas, ou contratar alguém especializado e estar sujeito aos custos ou sermos nós a fazê-los. Muitas pessoas decidiram “deitar a mão à obra” e através da bricolage efetuaram elas mesmo as obras que a sua casa precisava e com isso, pouparam dinheiro e acabaram por encontrar uma atividade útil e de lazer. Para quem ainda têm dúvidas relativamente à bricolage, convém explicar o que pode ser feito por nós ao nível de pequenas obras em casa e o que obtemos com esta atividade.

O que podemos ser nós a fazer?

Nos últimos tempos tem-se verificado um rápidocrescimento da bricolage, o que prova que qualquer um é capaz de fazer arranjos em casa e não é preciso muito, com as ferramentas que temos, às vezes com um pouco de criatividade, força de vontade e uma cola ideal para bricolage podemos:

  • Efetuar arranjos nas paredes, no chão, trocar uma torneira, arranjar as portas e as janelas. Tudo pode ser arranjado.
  • Decorar uma divisão, transformar uma varanda num pequeno jardim ou um jardim num pequeno paraíso. Pequenas coisas que podemos ser nós a fazer.
  • Reciclar e reutilizar muitos objetos como peças de vestuário, móveis, mesas e candeeiros e dar-lhes uma nova utilidade.
  • Organizar a nossa casa que ficará mais funcional, mais bonita e com mais espaço. Colocar uma simples prateleira ou um pequeno armário pode fazer toda a diferença.
  • Criar com muito pouco prendas originais para oferecer a amigos e familiares.

Para quem nunca fez este tipo de trabalhos e tem dúvidas, as redes sociais, o Youtube, os blogs e os sites de construção disponibilizam toda a informação necessária e até mesmo alguns truques.

Algumas das muitas vantagens da bricolage

Muitos melhoramentos em nossa casa podem ser feitos por nós e isso traz muitas vantagens para além de ser também uma forma útil de passar o tempo, sendo as principais:

  • Uma poupança considerável de dinheiro, quer em materiais quer em mão de obra.
  • Algumas pequenas obras aumentam muito o valor da nossa casa.
  • É uma atividade saudável que estimula a criatividade, éterapêutica e relaxante.
  • Ter uma casa única e personalizada.
  • Obter o reconhecimento dos mais próximos pelo nosso trabalho. Isso aumenta a nossa autoestima.

Estas são apenas algumas das muitas vantagens em sermos nós a fazer as obras em nossa casa e sem estarmos dependentes dos outros.

A bricolage é uma atividade ecológica, justa e com futuro

Todos sabemos que temos de cuidar do ambiente para termos um mundo melhor. A bricolage permite não só melhorar a nossa casa de uma forma mais económica como protege o ambiente e torna a sociedade mais justa, porque todos podem ter um melhor local para viver. Em vez de irem parar ao lixo muitos objetos voltam a ser úteis e ganham uma nova vida e muitos outros já abandonados e que ainda se encontram em bom estado, com um pequeno restauro, são facilmente reciclados. Como somos nós quem compramos os materiais e na quantidade adequada, não há desperdício. Alguns pequenos trabalhos podem ser feitos juntamente com as crianças e com as devidas precauções, elas aprendem não só a fazer algumas coisas como também a terem a noção do que é reutilizar e reciclar.

Estudos científicos provam que gostamos mais das coisas quando somos nós a fazê-las, por isso faça você mesmo, irá amar ainda mais a sua casa. Ela e você merecem.