Coimbra  19 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Estudantes de Tábua criam solução para substituir os pensos rápidos

6 de Junho 2017

Bruno Paulino, Carlos Quintino e Catarina Costa, alunos da Eptoliva, de Tábua, participaram durante três dias na XI Mostra Nacional de Ciência, uma competição para a qual foram seleccionados por desenvolverem uma solução desinfectante que substitui os actuais pensos rápidos.

Os estudantes, finalistas dos cursos de Técnico Auxiliar de Saúde e de Técnico de Manutenção Industrial, conquistaram o segundo prémio na Mostra de Ciência, que decorreu no Porto, no passado fim-de-semana.

Foi através da “determinação da actividade antibacteriana, de diferentes extractos alcoólicos obtidos da planta Celidónia Magus que surgiu a ideia de produzir uma solução desinfectante, isenta de iodo, que pudesse substituir as existentes no mercado”, revelam os jovens, adiantando que a ideia “passa por desenvolver um compósito biodegradável, a partir do extracto da planta e resíduos de batata, para substituir os actuais pensos rápidos”.

A solução encontrada é um penso, que tem no seu interior uma película impregnada de solução desinfectante, e, dessa forma, quando se coloca o penso sobre uma lesão da epiderme, para além de estancar a hemorragia e proteger a ferida, este penso ainda a desinfecta.

No Porto, a participar nesta competição estiveram mais de 70 professores e investigadores, que avaliaram os 100 melhores projectos de investigação juvenil. No total foram 300 os jovens coordenados por esses docentes, arrecadando prémios no valor de 6 000 euros.

A 11.ª edição da Mostra Nacional de Ciência foi o culminar do 25.º Concurso para Jovens Cientistas, no qual participaram, este ano, 116 projectos de diferentes áreas científicas, envolvendo 309 alunos e 73 professores, de 56 escolas de todo o país.

Dos projectos submetidos a concurso, 25 são da área da Biologia; 17 das Engenharias; 21 das Ciências do Ambiente; sete da Química; cinco da Bioeconomia; cinco das Ciências Sociais; 14 da Física; seis da Matemática; um das Ciências da Terra; 10 das Ciências Médicas e cinco da Informática/Ciência da Computação.

Destaca-se, ainda, e pela segunda vez neste certame, a participação, a convite, de quatro projectos internacionais oriundos do Brasil, de Espanha e de Moçambique, num esforço de promoção da cooperação internacional na área da Ciência e da Tecnologia entre instituições e participantes, proporcionando, em especial aos jovens, uma oportunidade de partilha de conhecimento e de contacto com diferentes comunidades e culturas científicas.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com