Coimbra  13 de Junho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

ESTeSC é parceira na criação de método inovador de radiografias

28 de Dezembro 2016 Jornal Campeão: ESTeSC é parceira na criação de método inovador de radiografias

Os docentes Joana Santos e António Carvalho Santos, da Escola Superior de Tecnologia de Saúde do Instituto Politécnico de Coimbra (ESTeSC), orientaram uma dissertação de doutoramento de Marcus Oliveira, que criou um método inovador de controlo da qualidade de imagem em radiografias dentárias.

Parte do doutoramento em Processos Interativos de Órgãos e Sistemas da Universidade Federal da Bahia (UFBA), intitulado “Desenvolvimento de um novo método para avaliação da qualidade da imagem
em Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico”, do professor Marcus Oliveira foi realizado na ESTeSC, ao abrigo do protocolo com o Instituto Federal da Bahia (IFBA).

O trabalho foi apresentado, esta semana, em provas públicas, sendo revelado que deu “origem à criação de um conjunto fantoma-software de controlo de qualidade de imagem de baixo custo que permite, de forma automática, analisar a qualidade de imagem, a exposição à radiação e a implementação de um sistema de gestão da qualidade do equipamento”, explica a instituição de ensino.

Segundo a docente Joana Santos “este fantoma-software encontra-se em processo de pedido de patente, por se tratar de um método inovador ao permitir realizar, de forma objectiva e automática, o controlo de qualidade da imagem e da exposição à radiação ionizante em Imagem Médica Oral”.

O método tem uma importância acrescida devido ao “rápido desenvolvimento da Imagem Médica oral e a aplicação da tecnologia “Cone Beam Computed Tomography (CBCT)”, usada para o diagnóstico de diversas patologias dentárias, mas sobretudo no estudo dos implantes dentários”, explica.

“Tendo em conta o aumento da frequência da realização destes exames, é fundamental que estes equipamentos sejam avaliados com fantomas e softwares dedicados, que garantem a qualidade de imagem e a proteção radiológica dos doentes e profissionais”, afirma a docente.

A colaboração entre as duas instituições foi ainda reforçada numa reunião, no polo de Inovação do Parque Tecnológico do Instituto Federal da Bahia, que permitiu definir novas linhas de estudo que potenciam a inovação na área da Saúde no âmbito do protocolo com o IFBA.