Coimbra  18 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Espinhal: Feira do Mel mostra os produtos endógenos

1 de Setembro 2017

A vila do Espinhal, no concelho de Penela, acolhe a 28.ª edição da Feira do Mel, no próximo domingo (dia 03), certame que é antecedido, hoje e sábado (dia 02), por um vasto programa de actividades.

A iniciativa tem como principal objectivo a promoção e divulgação do mel da região demarcada da Serra da Lousã, contribuindo, assim, para a valorização de uma actividade que, apesar de complementar, não deixa de ter uma relevância crescente na economia doméstica de muitos agregados familiares da região.

Numa clara demonstração do melhor que é produzido pelos apicultores do concelho e da região, a feira constitui uma oportunidade privilegiada para provar e comprar o mel produzido e alguns dos seus doces derivados, designadamente os licores e aguardentes, o vinagre, as velas de cera de abelha ou as compotas e doces.

Ao longo de três dias ocupam ainda lugar de destaque neste certame os produtos endógenos certificados, nomeadamente, o queijo Rabaçal e o vinho Terras de Sicó, bem como algumas empresas e instituições que contribuem para o desenvolvimento do concelho de Penela e da região.

À semelhança dos anos anteriores, o certame conta, ainda, com um programa de espectáculos musicais, destacando-se, hoje, a partir das 23h00, a final do Concurso de Bandas – Louçainha 2017.

No sábado haverá um concerto (21h00) pela Banda Filarmónica do Espinhal, um tributo aos ABBA (22h30) e baile com a Bandazona.

O domingo terá o Festival de Folclore, a partir das 16h00, um concerto com o Coro Carlota Taylor, às 18h30, e um ‘sunset’ musical, pelas 20h00, com Blue Velvet e Tera.

O certame é organizado pelo Município de Penela, em parceria com a Junta de Freguesia do Espinhal e a Serramel, destacando-se o seminário florestal subordinado ao tema “A importância da prevenção e ordenamento florestal”, que terá lugar, pelas 17h30 de sábado (dia 02), na Casa da Cultura do Espinhal.

Todos os anos são milhares de pessoas que visitam a feira, que se realiza desde 1989 e onde, para além do mel, é possível encontrar outros produtos derivados da actividade apícola. Segundo as entidades organizadoras, uma visita ao certame constitui uma das melhores formas de conhecer a excelência de um bem produzido na Região Demarcada do Mel da Serra da Lousã.

O evento visa, ainda, contribuir para a valorização da apicultura, geralmente exercida com carácter de complementaridade em relação a outras actividades, mas que nem por isso deixa de assumir relevância para muitos agregados familiares.

Esta é uma oportunidade para visitar o Espinhal, vila e freguesia que se encheu de templos e outro património secular que identifica a sua ancestralidade: Igreja Matriz (século XVI); Capela de Santa Lúzia (século XVI); Capela de Santo António do Calvário (século XVIII); Capela de Santo Cristo (século XVII), Capela do Senhor dos Aflitos (século XIX); Capela de S. João Baptista (século XVI); Capela de Nossa Senhora do Amparo (século XVII); Capela de São Pedro (século XVII); Capela de Nossa Senhora dos Milagres (século XVII); Capela de Nossa Senhora de Guadalupe; Casas Nobres dos séculos XVII e XVIII; cruzeiros e fontes.

Pode-se ficar também a conhecer aldeias serranas, moinhos e azenhas de água, além do património natural assente nas paisagens de S. João do Deserto, Penedo Gordo, Pedra da Ferida (cascata com 25 metros), represa natural da Louçainha, ribeira da Azenha e ribeira do Pisão, encosta do Trilho e Pé do Esquio, assim como árvores multisseculares como a sobreira da Fonte da Rolha.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com