Coimbra  6 de Julho de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Especialistas europeus reúnem-se na Escola de Enfermagem

27 de Janeiro 2017 Jornal Campeão: Especialistas europeus reúnem-se na Escola de Enfermagem

O consórcio que estuda a fragilidade dos idosos na Europa encontra-se, hoje, reunido na Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC), onde estão 35 especialistas europeus para participarem numa oficina no âmbito do projecto “FOCUS”.

João Alves, docente da ESEnfC, é o coordenador desta iniciativa do “FOCUS”, projecto co-financiado pela Comissão Europeia, que tem como objectivo “implementar medidas e ferramentas para ajudar a lidar com o problema da fragilidade dos cidadãos idosos na Europa”.

Os especialistas são provenientes de países como Espanha, Holanda, Itália, Luxemburgo, Polónia e Reino Unido, que estão em Coimbra desde a passada quarta-feira (25), no âmbito do encontro semestral do projecto, cuja sessão na ESEnfC se intitula “Update and next steps in frailty within EIP-AHA – European Innovation Partnership on Active and Healthy Ageing” (“Actualização e próximos passos na fragilidade no âmbito da Parceria Europeia para a Inovação na área do Envelhecimento Activo e Saudável”).

O projecto “FOCUS” surge como resultado do trabalho feito pela Parceria Europeia para a Inovação na área do Envelhecimento Activo e Saudável, de cujo Grupo de Declínio Cognitivo o investigador da ESEnfC é membro.

A iniciativa, no valor de quase 2,4 milhões de euros, é cofinanciada pela Agência de Execução para os Consumidores, a Saúde, a Agricultura e a Alimentação (CHAFEA) da Comissão Europeia, e o projeto “FOCUS” coordenado pela Universidade de Valência (Espanha), pretendendo “contribuir para a redução do peso da fragilidade na Europa através do desenvolvimento de metodologias e instrumentos com foco no diagnóstico precoce, no rastreio e na monitorização da fragilidade nos idosos”, explica a Escola.

A intenção do projecto é auxiliar todos os profissionais no terreno, desde aqueles que planeiam serviços e cuidados de saúde para cidadãos debilitados, até aos profissionais de saúde que os acompanham e tratam.