Coimbra  23 de Julho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

ESEnfC debate importância do aproveitamento adequado das águas no seu Dia Eco-Escola

3 de Julho 2021 Jornal Campeão: ESEnfC debate importância do aproveitamento adequado das águas no seu Dia Eco-Escola

A Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC) comemora, na próxima segunda-feira (5 de Julho), o seu Dia Eco-Escolas ESEnfC, com um webinar (via Zoom) em que se debaterá, como tema principal, o “Aproveitamento das Águas das Chuvas e Águas Residuais Domésticas”.

Com início às 14h00, esta mesa-redonda virtual contará, primeiramente, com as intervenções do Professor da ESEnfC, Carlos Marques Silva (coordenador do Programa Eco-Escolas na instituição), que falará sobre “O que temos e o que desperdiçamos”, e do vice-presidente da ESEnfC, Fernando Dias Henriques, com uma comunicação a proferir sobre “Ambições e potencial da ESEnfC”.

Do subtema seguinte, “Reaproveitamento das águas cinzentas e pluviais”, ocupar-se-ão Emanuel Silva, director-geral da Environmental Waves – Water Intelligence, e Bernardo Taneco, director-geral da ECODEPUR – Tecnologia de Proteção Ambiental.

Finalmente, virá à discussão a questão da “Regulamentação, planos e projectos visando o aproveitamento das águas”, a cargo de Nuno Silva, chefe de Serviços de Desenvolvimento Organizacional da empresa municipal Águas de Coimbra.

Antes de um workshop (16h30) sobre “Agricultura biológica e compostagem” (pela engenheira florestal Marta Clemente e pela Professora da ESEnfC, Ana Bela Caetano), serão também apresentadas (15h00) as actividades desenvolvidas na ESEnfC em prol de melhor sustentabilidade (professor Luís Paiva) e os desafios e projectos Eco-Escolas ESEnfC (professora Anabela Salgueiro, técnicas superiores Clara Simões e Marta Clemente e estudantes Ana Lopes, Letícia Cara e Marlene Pinho).

A sessão de abertura, às 13h45, será feita pela presidente da ESEnfC, Aida Cruz Mendes, e pelo director do Departamento de Desenvolvimento Social, Saúde e Ambiente da Câmara Municipal de Coimbra (parceira Eco-Escolas), Pedro Carrana.

Sensibilizar a comunidade educativa para a necessidade de preservar e poupar a água, divulgando soluções (produtos e serviços certificados) para o aproveitamento adequado das águas das chuvas e residuais, bem como educar para os objectivos do desenvolvimento sustentável e para a saúde global, são alguns propósitos desta iniciativa.

Coordenado em Portugal pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), o Eco-Escolas é um programa internacional da “Foundation for Environmental Education” que “pretende encorajar acções e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pela escola, no âmbito da Educação Ambiental para a Sustentabilidade”, lê-se na página online deste projecto.

As inscrições, no sítio do evento na Internet (http://www.esenfc.pt/event/diaecoescolas), são gratuitas e abertas a toda a comunidade.