Coimbra  28 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Escultura de Cabrita Reis vandalizada em Coimbra foi hoje reposta

3 de Agosto 2021 Jornal Campeão: Escultura de Cabrita Reis vandalizada em Coimbra foi hoje reposta

A escultura “Cogito”, de Pedro Cabrita Reis, instalada inicialmente em 1991 no Jardim dos Patos, na Alameda Júlio Henriques, em Coimbra, foi hoje reposta.

Pedro Cabrita Reis, um dos principais artistas portugueses de reputação internacional, reinstalou a escultura, que reproduziu depois da original ter sido vandalizada após 27 anos instalada num lago da Alameda Júlio Henriques, em Coimbra.

A vereadora da Cultura da Câmara Municipal (CM) de Coimbra, Carina Gomes, acompanhou, esta manhã, o artista plástico na reinstalação da escultura no mesmo local.

A escultura “Cogito” foi inicialmente concebida por Pedro Cabrita Reis para homenagear a figura emblemática do estudante de Coimbra. Uma escultura contemporânea de carácter figurativo e geometrizante, executada em mármore, constituída por uma mesa rectangular onde repousavam diversos livros executados no mesmo material.

“Depois de ter sido vandalizada e com o espírito de colaboração e entreajuda que já caracteriza a relação entre a autarquia e Pedro Cabrita Reis, o artista demonstrou imediata disponibilidade para avaliar os danos e remover o que restou da escultura”, disse em comunicado a Câmara de Coimbra.

A Câmara decidiu adquirir uma nova escultura ao artista plástico de forma a proceder à substituição da peça, com o objectivo de repor a dignidade da obra e do espaço para onde foi concebida, o lago do Jardim dos Patos. O investimento foi de 73.800 euros (IVA incluído) e, por sugestão do autor, a nova escultura foi executada em aço, material mais duradouro e menos sujeito a acções que coloquem em perigo a sua integridade.