Coimbra  20 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Escritora cantanhedense Isolete Pessoa apresentou novo livro

29 de Junho 2021 Jornal Campeão: Escritora cantanhedense Isolete Pessoa apresentou novo livro

Mais de 80 pessoas assistiram à apresentação editorial do livro “DiVersos”, última obra de Isolete Pessoa, que decorreu no auditório do Centro Social e Paroquial de S. Pedro, em Cantanhede, no passado sábado (26).

Em lugar de destaque, para além da autora, estiveram Pedro Cardoso e Luís Diamantino, vice-presidentes das Câmaras Municipais de Cantanhede e Póvoa do Varzim, respectivamente; Rui Crisóstomo, médico e ex-autarca e amigo de infância da autora; e João Vítor da Silva Pereira, director do antigo Colégio Infante de Sagres.

Na intervenção de abertura, depois de saudar os elementos que integravam o painel principal, Pedro Cardoso felicitou a autora pela publicação de “DiVersos”, destacando a “obra que espelha uma sensibilidade poética rara e uma inegável capacidade de transmitir em verso uma vivência rica e repleta de emoções”. O autarca, responsável pelo pelouro da Cultura, congratulou-se pelo facto de “Isolete Pessoa ter feito questão de apresentar a sua obra em Cantanhede”, evidenciando dessa forma “o seu grande amor pela terra que a viu crescer, aldeia da Póvoa da Lomba”, concluiu.

Visivelmente emocionada, Isolete Pessoa recordou a “sua infância e juventude na Póvoa da Lomba, onde brincou com inúmeros amigos”, destacando por isso o importante papel da “amizade, principalmente as que se mantiveram durante décadas”. A escritora aproveitou para salientar “o relevante papel da PLASCE – Associação Social, Cultural e Ecológica no apoio à população sénior desta localidade”, fazendo questão que o “valor angariado com a venda do livro revertesse para esta importante instituição”.

A condução da sessão esteve a cargo de Álvaro Maio, responsável, também, por vários momentos musicais a solo e acompanhado pela fadista Carolina Pessoa, numa iniciativa que contou ainda com os emotivos testemunhos de Luís Diamantino e Rui Crisóstomo, amigos de longa data de Isolete Pessoa; e João Vítor da Silva Pereira, director do antigo Colégio Infante de Sagres, de Cantanhede.

Durante a acção foram ainda recitados diversos poemas do livro, tendo a Câmara Municipal de Cantanhede destacado aqueles que “foram declamados por amigos de infância e de escola, que despertaram memórias e emoções, não só à autora, como também ao público presente”.

 

Sobre Isolete Pessoa

Maria Isolete Pessoa Miranda é natural de Cantanhede e nasceu a 29 de Dezembro de 1951.

Fez parte dos seus estudos secundários no Colégio Infante de Sagres, em Cantanhede, tendo continuado o percurso académico no Liceu Salvador de Sá, em Luanda, Angola, onde viveu três anos.

De regresso a Portugal, fez os estudos universitários na Universidade de Coimbra, tendo obtido a Licenciatura em Línguas e Literaturas Modernas e o Bacharelato em Filologia Românica.

Dedicou a sua vida profissional ao ensino, tendo leccionado quase toda a sua carreira na Escola Secundária de Eça de Queirós da Póvoa de Varzim.

Publicou, no jornal Gazeta de Cantanhede, o conto “Quando o Sol morre no Horizonte” e outros artigos literários, sob o pseudónimo Luzia Pessoa.