Coimbra  17 de Abril de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Escola Superior Agrária de Coimbra dinamiza várias actividades

12 de Maio 2023 Jornal Campeão: Escola Superior Agrária de Coimbra dinamiza várias actividades

No âmbito da 3.ª Semana sobre Espécies Invasoras (SEI 2023), a decorrer de 13 a 21 de Maio em toda a Península Ibérica, com o principal objectivo de alertar os cidadãos para o problema das espécies invasoras, a Escola Superior Agrária do Politécnico de Coimbra (ESAC-IPC) junta-se a quase duas centenas de entidades e dinamiza um conjunto de actividades distintas.

Em concreto, a ESAC participa nesta acção concertada sobre espécies exóticas invasoras, uma das principais causas de ameaça à biodiversidade a nível global e com impactes significativos em termos ambientais, socioeconómicos e de saúde pública, promovendo e colaborando, entre outras, nas seguintes iniciativas: amanhã (13), às 10h00, na remoção de Plantas invasoras na Charca de Noé (Acção de controlo); A Charca de Noé é uma Arca de Noé para plantas aquáticas raras e ameaçadas. Mas para conservar a valiosa colecção botânica lá existente é necessário um esforço constante de remoção das plantas invasoras que colonizam a charca e as suas margens. Nesta actividade os participantes podem acompanhar e participar no processo, ficando a conhecer melhor estas espécies invasoras e como as controlar, mas também ficarão a conhecer as raridades botânicas que ali vivem e como as salvar.

No dia 15, das 10h00 às 12h00, está previsto alternativas para o Controlo Sustentável de Plantas Invasoras (Acção de sensibilização/Formação; Inicialmente serão abordados conceitos gerais como ecossistema, biodiversidade, plantas autóctones, exóticas e invasoras. Seguidamente, promover-se-á uma discussão entre os alunos, para que percebam porque é que as espécies de plantas invasoras são um problema para os ecossistemas. Por fim, serão interpretados os resultados de uma experiência realizada com espécies invasoras, seguida durante três semanas pelos próprios alunos, que tem como objectivo encontrar alternativas mais sustentáveis para controlar as espécies invasoras. Irá decorrer na Escola Básica e Secundária José Falcão, Miranda do Corvo.

A 19 de Maio, das 9h00 às 12h30 decorre a aula dedicada à identificação de espécies de plantas invasoras; aula de Biologia II, da Licenciatura em Tecnologia e Gestão Ambiental da ESAC, na ESAC, Laboratório F1 – Manipulação 2; 13 a 20 Maio segue a 3.ª Maratona Nacional de Monitorização de “Trichi” [Trichilogaster acaciaelongifoliae (agente de controlo biológico que forma galhas em acácia-de-espigas)]; As galhas do agente de controlo biológico “Trichi”) já são visíveis em praticamente toda a costa litoral do país, e nalguns pontos mais interiores. Os cidadãos são desafiados a participar na maratona de monitorização deste agente para saber onde ele já chegou.

A totalidade das actividades a serem desenvolvidas no contexto da 3.ª Semana sobre Espécies Invasoras, que neste momento já são mais de 190, são bastante diversificadas e ocorrem tanto no formato presencial como online.