Coimbra  15 de Julho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Escola Segura da PSP realizou 700 acções e abrangeu 11 mil alunos em Coimbra

22 de Junho 2023 Jornal Campeão: Escola Segura da PSP realizou 700 acções e abrangeu 11 mil alunos em Coimbra

O Programa Escola Segura realizou cerca de 700 acções ao longo do ano lectivo 2022/23 e abrangeu 11 mil alunos da cidade de Coimbra, que representam metade da comunidade estudantil, revelou hoje a PSP.

“Ainda estamos em fase de balanço. No entanto, posso adiantar que, dos mais de 20 mil alunos que temos na cidade de Coimbra e com os quais lidamos no âmbito deste Programa da Escola Segura, conseguimos chegar, através das nossas acções de prevenção programadas, a cerca de 11 mil alunos”, indicou a subcomissária Margarida Pereira.

De acordo com esta responsável, ao longo do ano lectivo foram desenvolvidas cerca de 700 acções de sensibilização, tendo o programa de policiamento especial abrangido “metade da população estudantil de Coimbra”.

À margem da cerimónia de encerramento do ano lectivo, que decorreu hoje de manhã na Escola Básica de Solum Sul, a subcomissária considerou que conseguiram passar mensagens de prevenção a “um bom rácio de alunos”.

“Tentámos passar mensagens de prevenção criminal, prevenção rodoviária, ‘bullying’ e todas as mais variadas temáticas, que desenvolvemos ao longo do ano lectivo e que temos calendarizadas por parte da Direcção Nacional da PSP”, acrescentou.

Aos jornalistas, explicou que as acções se dirigem a alunos com idades que vão do pré-escolar ao ensino secundário, sendo a mensagem devidamente adequada aos problemas mais comuns em cada faixa etária.

“Nas crianças é muito importante passarmos a mensagem de que o polícia é um amigo e devem dirigir-se a nós em caso de necessidade, que não devem confiar em estranhos, esses pequenos conselhos. Se estivermos a falar de uma população estudantil mais crescida, do 3.º ciclo ou ensino secundário, abordamos mais questões de prevenção da delinquência juvenil, ‘bullying’ e ao nível de consumos, por exemplo, de estupefacientes, que ocorrem, embora seja em números reduzidos”, referiu.

A violência no namoro é outra das questões que vai sendo abordada, especialmente junto de adolescentes, para além dos perigos em ambientes circundantes das escolas, nomeadamente questões relacionadas com trânsito.

“Tentamos sensibilizar as crianças no âmbito desta questão, com os cuidados a ter ao atravessar ruas e depois, por exemplo, em relação à presença de pessoas estranhas, não falarem com estranhos ou com pessoas estranhas que possam estar ali com outras intenções”, evidenciou.

O projecto Escola Segura da PSP em Coimbra conta com três equipas ao longo do ano lectivo: uma na 1.ª Esquadra e duas na 2.ª Esquadra.

A cerimónia de encerramento do ano lectivo, que decorreu ao longo da manhã na Escola Básica de Solum Sul, brindou cerca de 300 alunos do pré-escolar e 1.º ciclo com algumas demonstrações com “cães-polícia”.

As equipas de binómios (homem/cão) do Grupo Cinotécnico da Unidade Especial de Polícia (UEP) ensinaram aos mais pequenos como “fazer festinhas” a cães que encontram na rua, sem gestos bruscos, nunca por trás, sem o apertar e logo depois de os deixarem cheirar a sua mão.

O Falco, a mascote oficial da PSP desenvolvida no âmbito do Programa Escola Segura, também marcou presença para transmitir, de forma divertida e pedagógica, conhecimentos sobre segurança.