Coimbra  17 de Abril de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Envelhecimento e Saúde Mental marcam o ciclo de tertúlias “Portugal 50 Anos”

1 de Junho 2023 Jornal Campeão: Envelhecimento e Saúde Mental marcam o ciclo de tertúlias “Portugal 50 Anos”

A Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra (BGUC) acolherá hoje, quinta-feira, a partir das 18h00 , António Leuschner e Margarida Pedroso de Lima para uma tertúlia inspiradora sobre “Envelhecimento e Saúde Mental”. Este evento marca a quinta sessão do ciclo “Portugal 50 Anos (1973-2023) | O que mudou? O que falta fazer?” e promete oferecer uma visão abrangente sobre o tema do envelhecimento e as suas interacções com a saúde mental.

A tertúlia contará com a presença de António Leuschner, médico especialista em Psiquiatria e ex-presidente do Conselho Nacional de Saúde Mental, e Margarida Pedroso de Lima, professora associada na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. Ambos são profissionais reconhecidos nas suas áreas e contribuirão com a vasta experiência e conhecimento para o debate enriquecedor.

O ciclo “Portugal 50 Anos (1973-2023) | O que mudou? O que falta fazer?” é uma iniciativa da BGUC que visa discutir as transformações ocorridas em diferentes sectores sensíveis desde o 25 de Abril. Temas como demografia, cidadania, juventude, cultura, comunicação social, saúde mental, envelhecimento e utopias serão abordados ao longo do ciclo de tertúlias.

Infelizmente, não há mais vagas disponíveis para participação presencial no evento devido ao grande interesse gerado. No entanto, aqueles que desejarem acompanhar a tertúlia ao vivo podem assistir através da página de Facebook da BGUC, no seguinte link: uc.pt/bguc. Para obter mais informações sobre o evento, é possível aceder ao site oficial da BGUC uc.pt/bguc ou entrar em contacto através do email bg-eventos@bg.uc.pt.

A tertúlia de hoje, “Envelhecimento e Saúde Mental”, oferecerá uma perspectiva aprofundada sobre as preocupações relacionadas com o envelhecimento e como elas se conectam à saúde mental. Serão abordadas questões sobre como retardar os efeitos inevitáveis do envelhecimento e as mudanças ocorridas nos cuidados prestados aos idosos e na atenção dada à saúde mental nos últimos 50 anos.