Coimbra  13 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Empresários da região de Coimbra reclamam contra preços elevados dos combustíveis

1 de Abril 2021 Jornal Campeão: Empresários da região de Coimbra reclamam contra preços elevados dos combustíveis

As Associações Empresarias da região de Coimbra tomam posição conjunta onde demonstram uma profunda preocupação face aos sucessivos aumentos dos combustíveis e alertam que a manterem-se aos actuais preços se torna muito difícil a retoma económica.

Pertencente a estas Associações Empresariais estão os territórios de Penela, Penacova, Mortágua, Mealhada, Soure, Vila Nova de Poiares, Figueira da Foz, Miranda do Corvo, Góis e Lousã que dão voz a um vasto conjunto de pequenas e médias empresas da região de Coimbra.

Desde fins de 2020, até hoje, os preços dos combustíveis aumentaram 17 semanas consecuctivas, o que se verifica que em Portugal a margem bruta das gasolineiras é de quase mais 5 cêntimos por litro do que no resto da Europa,

Sendo a região de Coimbra, e principalmente os territórios que estas oito Associações Empresariais representam, um território que se carateriza por mais de 95 % de pequenas e médias empresas, os sucessivos aumentos dos preços dos combustíveis, traduzem-se em graves problemas, que comprometem o bom funcionamento e a competitividade destas empresas, agravado pela actual situação do país, reflexo da pandemia.

Para as Associações Empresariais da região de Coimbra é urgente que o Estado Português tome medidas no sentido de ajustar a carga fiscal dos combustíveis às capacidades económicas do país.

No entendimento destas Associações Empresariais consideram impossível delinear uma retoma da economia com a actual inércia do Estado, face aos aumentos sucessivos dos preços dos combustíveis.

Face ao exposto, as empresas sentem-se a estrangular e por isso é assim imperativo olhar para o aumento dos combustíveis e para o seu um impacto extremamente negativo e, urge a tomada de medidas por parte do Estado.