Coimbra  7 de Agosto de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Empresa de Coimbra lançou projecto de reutilização de livros escolares em Espanha

7 de Julho 2020 Jornal Campeão: Empresa de Coimbra lançou projecto de reutilização de livros escolares em Espanha

O projecto ‘Book in Loop’, de reutilização de manuais escolares, da empresa The Loop Co., de Coimbra, começou hoje (07) a ser replicado em Espanha, naquela que é a primeira experiência de internacionalização.

“A Book in Loop Espanha estará activa para que os consumidores das famílias espanholas possam ter uma forma de adquirir manuais escolares reutilizados de qualidade, com poupanças até 75 por cento”, disse à agência Lusa Ricardo Morgado, cofundador da The Loop Co.

A plataforma, criada em 2016, aquando do nascimento da empresa, expande-se ao território espanhol.

Segundo Ricardo Morgado, as poupanças atingem os 75 por cento, porque “os clientes em Espanha, entregando os manuais que já não querem, vão receber 25 por cento do valor do preço de capa e depois podem adquirir os livros na Bookinloop, reutilizados, encapados, por 50 por cento do preço”.

Em Espanha, acrescenta, o cabaz de livros é ainda mais caro do que em Portugal, “aproximando-se mais dos 300 euros”, pelo que “uma despesa que normalmente se centra entre os 200/300 euros pode descer facilmente para os 40/50 euros, o que é fantástico”.

Neste primeiro ano em Espanha, a The Loop Co. ambiciona atingir a meta dos 50 mil manuais, o que se poderá traduzir numa poupança de cerca de 700 mil euros para as famílias espanholas.

“O primeiro ano é sempre uma incógnita e, apesar de estarmos a fazer isto já com anos de experiência em Portugal, é um mercado novo, e, numa situação de pandemia, não sabemos como é que isso pode afectar o negócio, se calhar até pode afetar positivamente, mas é tudo muito incerto”, frisa Ricardo Morgado.

A empresa vai criar três postos de trabalho em Espanha, com instalações em Madrid, embora o grosso da operação de reutilização continue a ser realizado em Portugal.

“Todos os livros que são recolhidos em Espanha vêm para Portugal para o nosso centro logístico, no qual serão avaliados. Caso cumpram os critérios, voltam depois para Espanha”, explica Ricardo Morgado.

No âmbito desta expansão, a ‘startup’ de Coimbra vai também criar o primeiro centro de logística inversa e economia circular no distrito da Guarda, que deverá entrar em funcionamento no final do ano ou início de 2021.

Em quatro anos de operação, a plataforma desenvolvida para compra e venda de manuais escolares em segunda mão representou uma poupança de mais de três milhões de euros para as famílias portuguesas, com a reutilização de 300 mil livros.