Coimbra  27 de Junho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Eleições: PS fica com nove dos 21 eurodeputados

27 de Maio 2019

O Partido Socialista venceu as eleições para o Parlamento Europeu de domingo, elegendo nove dos 21 deputados, segundo dados hoje divulgados pela Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, faltando ainda apurar os resultados em sete consulados.

Nos nove primeiros lugares da lista do PS, que obtém até ao momento 33,38 por cento dos votos, estão: Pedro Marques, Maria Manuel Leitão Marques, Pedro Silva Pereira, Margarida Marques, André Bradford, Sara Cerdas, Carlos Zorrinho, Isabel Santos e Manuel Pizarro.

O PSD, com 21,94 por cento dos votos, elegeu seis eurodeputados: Paulo Rangel, Lídia Pereira, José Manuel Fernandes, Maria da Graça Carvalho, Álvaro Amaro e Cláudia Aguiar.

A terceira força política da noite foi o Bloco de Esquerda, elegendo para o Parlamento Europeu, com 9,82 por cento dos votos já contabilizados, os deputados Marisa Matias e José Gusmão.

Em quarto lugar, atrás do BE, ficou a CDU, com 6,88 por cento e dois eurodeputados eleitos: João Ferreira e Sandra Pereira.

O CDS reelegeu Nuno Melo, com 6,19 por cento dos votos, e o PAN, com 5,08 por cento contados, leva pela primeira vez um deputado para o Parlamento Europeu: Francisco Guerreiro.

A abstenção estava, às 14h20, quando estavam contabilizados 3,3 milhões de votos, de entre 10,6 milhões de votantes inscritos, nos 68,63 por cento, mais de dois pontos percentuais acima dos 66,16 por cento de 2014.

Por apurar estão ainda os resultados dos consulados de África do Sul (Joanesburgo), Austrália (Sidney), China (Macau), Hungria, Índia (Goa), Marrocos e Reino Unido (Londres).

“Com os resultados de inscritos e votantes já disponíveis (177 356 inscritos e 1 447 votantes) dos consulados que têm suspenso o apuramento por estarem a aguardar, para apuramento, os votos de mesas com menos de 100 eleitores, é possível concluir pela certeza da distribuição dos mandatos a atribuir na plataforma às candidaturas: PS – nove mandatos; PPD/PSD – seis mandatos; BE – dois mandatos; PCP-PEV – dois mandatos; CDS/PP – um mandato; PAN – um mandato”, lê-se no portal que acompanha os dados do escrutínio.

O portal da Secretaria-Geral do MAI indica, contudo, que falta ainda atribuir cinco mandatos, mas refere que essa extrapolação, sobre os eurodeputados em falta, pode fazer-se “com certeza”.

Portugal elege 21 de 751 eurodeputados. Foram a escrutínio 17 forças políticas: PS, PSD, BE, CDU, CDS, PAN, Aliança, Livre, Basta, Nós, cidadãos!, Iniciativa Liberal, PCTP/MRPP, PNR, PDR, PURP, PTP e MAS.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com