Coimbra  1 de Março de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Eiras: Oito dias de festa celebram o Divino Espírito Santo

2 de Junho 2017 Jornal Campeão: Eiras: Oito dias de festa celebram o Divino Espírito Santo

As tradicionais festas em honra do Divino Espírito Santo, na freguesia de Eiras, voltam a acontecer já a partir de hoje e até dia 11.

A tradição religiosa alia-se à profana e a música, o convívio e a animação serão uma constante nos oito dias de festa, junto à capela do Divino Espírito Santo, no largo de Eiras. Por esta altura, à freguesia rumam muitos visitantes, conterrâneos ou com família na localidade, para celebrar o padroeiro e apreciar as festividades.

Os pontos altos das comemorações decorrem nos dois domingos, a 04 e 11 de Junho, e também na segunda-feira (05). No primeiro domingo, realiza-se o tradicional desfile da colcha (09h30) e a Eucaristia em honra do Divino Espírito Santo, seguida de procissão (10h30).

“A tradição da colcha é muito antiga, a Comissão de Festa, juntamente com os gaiteiros e a banda filarmónica de Covões, de Cantanhede, percorrem as ruas do centro de Eiras, de colcha na mão. Normalmente as pessoas dão dinheiro e outros donativos, que são colocados dentro da colcha”, refere Fausto Reis, um dos elementos da Comissão que, este ano, está encarregue de organizar a festa.

Da parte da tarde, pelas 16h30, realiza-se o Cortejo dos Andores, com três representações, de Eiras, Casal de Eiras e Redonda. Os andores “estão a ser preparados há três semanas, altura em que as pessoas dão as suas oferendas e, durante o cortejo, essas mesmas ofertas já vêm nos andores, sendo depois vendidas no largo e o dinheiro conseguido reverte para a Comissão de Festas”, adianta Fausto Reis. As oferendas são variadas e podem ser desde garrafas de vinho, jeropiga, chanfana, bolachas, calçado, mercearia, etc.

A festa, que continua a mobilizar muitos fiéis, segue na segunda-feira (05) com a missa na capela do Divino Espírito Santo (10h30), o cortejo dos andores (17h00) e o leilão das oferendas recolhidas (19h30), no largo de Eiras, que é, normalmente, um momento sempre muito participado.

No último domingo de festa (dia 11) realiza-se o “Cortejo do Imperador”, uma tradição secular e organizada pela União de Freguesias de Eiras e S. Paulo de Frades, que liga a freguesia à vizinha Santo António dos Olivais, onde se encontra a decorrer a Romaria do Espírito Santo, passando, ainda, pelo Mosteiro de Celas.

Destaque, também, para terça-feira (06), dia em que está previsto o habitual convívio entre os populares, com uma ‘sardinhada’, oferecida pela Comissão de Festas, a partir das 13h00.

A programação destes oito dias teve início hoje, logo pelas 08h00, com uma alvorada de 21 tiros, seguida pela actuação dos gaiteiros e animação musical, com aparelhagem, durante todo o dia. À noite, a partir das 23h00, há arraial popular com os FAX.

Nas noites seguintes actuam, no largo de Eiras, Marcus, Banda Sense e Dj Nuka (amanhã, 03); o grupo musical FBI (domingo, 04); a Big Banda (segunda-feira, 05); e a grande novidade e atracção deste ano, a artista Rosinha, que com a sua banda, actua pelas 24h00, na sexta-feira (09). Antes da “rainha dos trocadilhos” sobe ao palco a banda GJ Show (23h00). Os Tekos encerram a animação, no sábado (10).

A Festa de Eiras será, como sempre, de entrada livre para todos e haverá um serviço de bar, com bebidas e petiscos.