Coimbra  30 de Maio de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

EFAPEL perde 15 por cento da capacidade produtiva e não recorre ao ‘lay-off’

4 de Abril 2020 Jornal Campeão: EFAPEL perde 15 por cento da capacidade produtiva e não recorre ao ‘lay-off’

A capacidade produtiva da empresa de material eléctrico EFAPEL, que labora no concelho da Lousã com mais de 370 trabalhadores, caiu 15 por cento devido à covid-19, mas a Administração excluiu, hoje, um eventual recurso ao ‘lay-off’.

“A EFAPEL não prevê recorrer ao regime do ‘lay-off’, optando por suportar as consequências de manter os colaboradores”, disse hoje uma fonte da empresa à agência Lusa.

Nas últimas semanas, “na sequência do apoio aos filhos por encerramento das escolas e ainda do confinamento de alguns colaboradores de risco de infecção, a nossa capacidade produtiva caiu em 15 por cento”, acrescentou.

“A procura nacional e internacional caiu sensivelmente. Porém, o mais importante consiste em não perder quota de mercado, de modo a reocuparmos o nosso natural espaço comercial”, afirmou a Administração.

Instalada há 41 anos em Serpins, município da Lousã e distrito de Coimbra, a EFAPEL tem representações em Espanha e França e exporta produtos eléctricos para mais de 50 países.

Em Janeiro de 2019, a empresa inaugurou um novo edifício do complexo fabril, na sequência de um investimento superior a 8,6 milhões de euros, incluindo financiamento da União Europeia na ordem dos quatro milhões de euros.

Num comunicado divulgado na sua página da Internet, e perante a pandemia de covid-19, a empresa fundada por Américo Duarte informa que as suas equipas administrativa, comercial e de serviço de apoio ao cliente “estão em teletrabalho e contactáveis pelos meios normais”.

“As nossa unidades produtivas estão a funcionar com rigorosas medidas de segurança e higiene, limitando a presença ao pessoal necessário para as actividades produtivas, controlo de qualidade, recepção de materiais, gestão de armazém e expedição de encomendas”, esclarece ainda a EFAPEL.