Coimbra  16 de Julho de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Dia do Farmacêutico: Uma profissão com intervenção na área da saúde

26 de Setembro 2017

O Dia Nacional do Farmacêutico assinala-se, anualmente, a 26 de Setembro, dedicado a S. Cosme e a S. Damião, efeméride que tem um significado especial para os farmacêuticos portugueses, os quais aproveitam esta data para assinalar a valorização e o prestígio da profissão.

Segundo a presidente da Direcção da Secção Regional do Centro da Ordem dos Farmacêuticos, Ana Cristina Rama, nesta área, que abrange seis distritos (Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Leiria e Viseu) existem 2 500 profissionais, distribuídos por várias áreas profissionais.

Conforme refere, os farmacêuticos não trabalham apenas nas farmácias comunitárias, ou nas farmácias hospitalares, mas também na indústria farmacêutica, na investigação científica, nas análises clínicas e genética humana, no ensino, na distribuição farmacêutica.

Os farmacêuticos têm como responsabilidade profissional assegurar que os doentes retiram o maior benefício terapêutico dos seus tratamentos pelo uso de medicamentos, com a excelência do exercício profissional farmacêutico a estar associada ao acompanhamento permanente dos desenvolvimentos na prática e ciência farmacêutica, da legislação e normativos profissionais, e dos avanços tecnológicos relacionados com o uso do medicamento, num conjunto de requisitos que implicam um sério compromisso individual com o desenvolvimento profissional contínuo.

Este conceito de desenvolvimento profissional contínuo (DPC) pode ser definido como a responsabilidade individual dos farmacêuticos com a actualização permanente e o desenvolvimento sistemático de conhecimentos, competências e aptidões ao longo da sua vida activa.

Conforme sublinha Ana Cristina Rama, a Ordem dos Farmacêuticos, enquanto entidade reguladora da profissão, foi pioneira na implementação de um sistema de qualificação profissional, que assegura à sociedade a competência, a preparação e a actualização dos seus membros para a prática de actos próprios da profissão farmacêutica.

“A competência e a procura da qualidade” são dois aspectos acentuados pela presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Farmacêuticos, realçando que, na área da saúde, estes profissionais têm “uma intervenção efectiva no uso racional do medicamento e na adesão do doente à terapêutica”.

A Secção Regional do Centro tem desenvolvido um trabalho próprio, destacando-se a celebração de um protocolo com o Colégio Oficial de Farmacêuticos de Valência (Espanha), para fomentar a cooperação em atcividades de interesse comum, do tipo formativo, científico, cultural, assim como a divulgação de projectos e outras atividades desenvolvidas por ambas as organizações.

Destaca-se, igualmente, a adesão à Ageing Coimbra, um consórcio que visa a valorização do papel do idoso na sociedade e a aplicação de boas práticas em prol do seu bem-estar geral e de um envelhecimento activo e saudável.

No dia do Serviço Nacional de Saúde, que se comemorou recentemente, a Secção Regional do Centro da Ordem dos Farmacêuticos assinou, em Coimbra, um protocolo de colaboração com outras quatro ordem profissionais (médicos, enfermeiros, biólogos e psicólogos).

Se em 2018 as comemorações do Dia do Farmacêutico serão em Coimbra, a cargo da Secção Regional do Centro da Ordem, este ano decorrem, hoje, no Porto, na sede da Secção Regional Norte, com a presença do secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado, e da bastonária, Ana Paula Martins.

Nesta sessão, a Ordem dos Farmacêuticos distingue personalidades que ao longo da sua vida profissional se notabilizaram por terem contribuído para valorizar e prestigiar a profissão e, como é boa tradição, homenageia os farmacêuticos que completam 50 anos de exercício profissional e entrega os prémios Sociedade Farmacêutica Lusitana aos jovens farmacêuticos que, recentemente, concluíram a sua formação académica com as classificações mais elevadas.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com