Coimbra  12 de Dezembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Dia da Árvore e da Floresta celebrado em vários municípios do Centro

21 de Março 2019

O Dia Mundial da Árvore e da Floresta celebra-se hoje um pouco por toda a região Centro, onde haverá diversas actividades ligadas ao meio ambiente.

A aproveitar a efeméride, uma outra associa-se a estas comemorações: o Dia Mundial da Água (que se assinala amanhã, 22 de Março), que se estendem, na sua maioria, por toda a semana.

Em Coimbra, é o Jardim Botânico que desafia os visitantes e amantes da Natureza a celebrarem o Dia da Árvore com uma ‘selfie’ na sua árvore preferida, partilhando-a, depois, nas redes sociais com a hashtag #JBUC.

A partir das 16h30 vai realizar-se uma visita guiada ao Jardim, durante a qual se poderá ficar a conhecer em maior detalhe a recuperação do espaço após a tempestade “Leslie”.

A iniciativa é gratuita, mas tinha inscrições limitadas e de cariz obrigatório.

Também a Câmara Municipal de Coimbra preparou um dia recheado de actividades, tendo começado no Parque de Santa Cruz, junto à Casa de Chá, esta manhã, com a plantação de três dezenas de árvores de grande porte, uma acção que contou com o envolvimento das crianças da Associação Nacional de Intervenção Precoce, associadas ao projecto desenvolvido por esta instituição em cooperação com a Câmara Municipal de Coimbra.

Segui-se, pelas 11h00, a plantação de cerca de 70 árvores, na margem esquerda do Parque Verde do Mondego, no âmbito da aprovação da candidatura da CIM RC ao programa Floresta Comum.

Da parte da tarde, as acções de reflorestação continuam na zona de acesso ao rio Mondego no Rebolim, onde serão plantadas mais cerca de 50 árvores, criando um alinhamento ao longo da estrada de acesso ao rio.

Por fim, às 17h00, na Quinta da Maia, junto à sede da Cooperativa, realiza-se a plantação da espécie quercus.

Nos vários momentos estarão presentes elementos do executivo municipal, assinalando, assim, a plantação total de 150 árvores na cidade.

Miranda do Corvo

Até sábado (23), em Miranda do Corvo, o Parque Biológico promove a “Semana do Ambiente” com diversas actividades, no âmbito das efemérides: Dia da Agricultura, Dia da Árvore, Dia da Água e Dia da Meteorologia.

Esta semana é preenchida com muitas actividades, desde a “Vamos plantar a semente do futuro?”, integrada no Dia da Agricultura (ontem); hoje é a vez de se assinalar o Dia da Árvore e da Floresta com o tema “Espécies invasoras vs espécies autóctones”.

Para amanhã (22), integrado no Dia Mundial da Água, estão previstas duas visitas guiadas (às 10h30 e às 14h30) ao Eco-Museu para se dar a conhecer “os mecanismos de extracção de água, especialmente as noras, a picota e a bomba de extracção manual”, revela o Parque.

O Parque Biológico da Serra da Lousã é uma mostra viva da fauna e flora de Portugal e alberga espécies e raças que habitam ou habitaram o território português, tendo na sua colecção linces, lobos, ursos, veados, javalis entre outros”.

As inscrições estão abertas e podem ser realizadas no website do Parque, em https://parquebiologicoserralousa.pt

Cantanhede

No caso do município de Cantanhede, as efemérides são celebradas durante toda esta semana, e até sábado (23), com o desenvolvimento de acções de educação ambiental especialmente orientadas para crianças e jovens em idade escolar.

A iniciativa é da Câmara Municipal e tem a coordenação da entidade promotora, o Gabinete de

Recursos Naturais do Município de Cantanhede, contando ainda com o envolvimento activo da Divisão de Cultura, Desporto e Turismo, INOVA-EM, Sapadores Florestais da Freguesia de Tocha, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede e Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente da Guarda Nacional Republicana.

“Os objectivos passam por promover junto da população escolar do concelho a consolidação de conhecimentos sobre a floresta e o que ela representa para a comunidade e para o equilíbrio dos ecossistemas, fomentar a adopção de atitudes favoráveis à correcta utilização dos recursos naturais, fortalecer a relação das crianças e jovens com o meio natural e consciencializar para a importância da gestão da floresta como factor de salvaguarda e preservação da biodiversidade”, adianta a Câmara.

“Conhecer as Árvores… Compreender a Floresta” é a actividade que se desenrola desde terça-feira (19) e até hoje, no Centro Educativo de Cadima e no Jardim de Infância do Centro Social Paroquial de Cadima, respectivamente. Pretende-se “sensibilizar a população escolar para a importância da preservação das árvores e das florestas, quer ao nível do equilíbrio ambiental e ecológico, como da própria qualidade de vida dos cidadãos”.

Ainda hoje, as equipas do Gabinete de Recursos Naturais e da INOVA irão promover a iniciativa “Plante uma Árvore, Proteja a Vida”, de forma a assinalar o Dia Internacional das Florestas, convidando a população a participar, a juntar-se aos trabalhadores da autarquia e da empresa municipal, a plantar pelo menos uma árvore no Parque de S. Mateus de Cantanhede, “valorizando ainda mais o património botânico do município”, sublinha.

Para amanhã (22), Dia Mundial da Água, a 22 de Março, está prevista a palestra “A Água é o Veículo da Natureza”, com os alunos da EB1 de Murtede, alertando assim para a “necessidade de novos padrões de uso racional deste recurso e com enfoque no papel fundamental da vegetação ribeirinha como factor de protecção, conservação e valorização dos sistemas fluviais”.

No sábado (23), durante a manhã, as actividades estendem-se à Zona Industrial da Tocha, e contam com a participação dos Sapadores Florestais da Freguesia de Tocha, Bombeiros Voluntários de Cantanhede e Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente da Guarda Nacional Republicana, com realização de uma actividade de sensibilização – “Queima em Segurança” -, que visa “alertar todos os proprietários florestais, agricultores e prestadores de serviços e que consiste em demonstrar como se deve fazer uma queima de sobrantes agrícolas/florestais (podas de vinha, oliveiras, entre outras) em segurança, bem como elucidar os presentes sobre os requisitos legais, de forma a evitar constrangimentos e eventuais comportamentos indevidos e infracções”, adianta o Município.

Lousã

A “Semana da Floresta e da Água” prolonga-se até sábado (23), envolvendo a comunidade educativa (pré-escolar e 1.º ciclo), no espaço da Oficina de Segurança – piso superior do Parque Municipal de Exposições.

O pano de fundo é a floresta da Serra da Lousã e a iniciativa contempla jogos lúdicos, educativos e ambientais, histórias, oficinas de culinária, experiências com água e um planetário da ERSUC.

As actividades são dinamizadas por várias entidades, como a Livraria Faz de Conto (Exploratório), ERSUC, Águas do Centro Litoral e ainda uma artesã local.

Durante estes dias, o evento contou já com a visita de mais de 600 crianças, que são convidadas a consciencializarem-se para a diminuição das garrafas de plástico na escola, propondo, assim, que levem uma garrafa de água e em troca recebam um cantil com a mensagem “Bebe água da torneira”, uma oferta do parceiro desta edição.

Esta “Semana” termina no sábado, pelas 15h00, na Biblioteca Municipal Comendador Montenegro, com a apresentação do áudio-livro da Oficina de Segurança – “Valorizar a Serra da Lousã”, com textos e músicas da autoria da equipa que dinamiza este projecto.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com