Coimbra  18 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Deputados socialistas da Figueira da Foz sublinham importância das eleições

17 de Setembro 2021 Jornal Campeão: Deputados socialistas da Figueira da Foz sublinham importância das eleições

Seis deputados socialistas da Figueira da Foz consideram que a participação nas eleições autárquicas do próximo dia 26 de Setembro, é “uma grande responsabilidade para o Partido Socialista”.

“O PS saberá honrar o futuro com a sua execução responsável e em conjunto vêm declarar o apoio ao Partido Socialista nestas eleições autárquicas”, lê-se na declaração subscrita pela deputada figueirense Raquel Ferreira, eleita pelo Círculo Coimbra, e acompanhada pelo restantes deputados figueirenses que, ao longo de vários anos, têm vindo a ser eleitos – Herculano Rocha, Vítor Brás, Carlos Beja, Teresa Coimbra e João Portugal.

Para estes socialistas, “os eleitos serão parte fundamental no processo e do maior esforço de descentralização, com novas competências para as autarquias, no próximo mandato”, acrescentando que “os Municípios vão ser parceiros e agentes de primeira linha para a execução do PRR e o seu desenvolvimento”.

“Tem de haver uma relação devidamente articulada entre os eleitos e a Administração Central e o Partido Socialista saberá honrar o futuro com a sua execução responsável”, referem, sustentando que o PS é, desde 2013, o maior partido autárquico e o único partido português representado em autarquias em todas as regiões”.

Para aqueles deputados socialistas, “votar não é só um direito, é também um dever. A democracia local não se esgota com o acto do voto. Os eleitores são os verdadeiros donos do poder exercido a nível local, sendo os eleitos os seus representantes. A cidadania deve ser cumprida por todos os eleitores figueirenses, onde votar é um dos instrumentos de participação e intervenção”.

“Temos de estar mobilizados para uma grande vitória autárquica. O Partido Socialista é e será sempre um partido que reforça o poder local democrático, combate os extremismos e a abstenção”, concluem.