Coimbra  22 de Maio de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Delta e Expofacic entregam 25 cabazes de Natal

21 de Dezembro 2018

Em tempo de solidariedade, a Delta e a Expofacic ofereceram 25 cabazes com bens alimentares que serão entregues a famílias carenciadas do concelho de Cantanhede.

Esta é uma iniciativa solidária já tradicional – a “Coração Delta”-, integrada no âmbito da “feira-festa” cantanhedense, e que decorreu de 26 de Julho a 05 de Agosto.

Cabe, agora, à Divisão de Educação e Acção Social do Município de Cantanhede distribuir os cabazes por quem mais precisa, permitindo “um Natal mais aconchegado às famílias mais vulneráveis do concelho”, afirmou Helena Teodósio, presidente da Câmara Municipal, agradecendo à Delta Cafés e ao café Magnólia por “mais este gesto solidário que está perfeitamente enquadrado nos princípios orientadores da Expofacic”.

A entrega dos cabazes decorreu na Casa Francisco Pinto e trata-se de uma iniciativa que une “a responsabilidade social da empresa de dimensão mundial, a Delta Cafés, ao maior certame nacional, a Expofacic”.

Para Idalécio Oliveira, este gesto mostra “o interesse e o empenho da Expofacic nas causas sociais”, salientando “os benefícios para a população” e expressando o desejo “que a parceria com a Delta perdure por muitos anos”.

Já Pedro Paula, representante da Delta, mostrou-se disponível para manter esta parceria, sendo a acção de 2018 “um reflexo da responsabilidade social da empresa que contou, a nível local, com a disponibilidade do empresário João Barradas, na qualidade de operador da marca no certame de Cantanhede”.

Município também ofereceu cabazes

Nesta época, e como habitualmente acontece, a ajuda chega às famílias mais carenciadas através de vários donativos e, também a Câmara de Cantanhede, doou 85 cabazes de Natal à Conferência de São Pedro, da Sociedade de São Vicente de Paulo, que, entretanto, distribuiu por famílias do concelho em situação de carência. Constituídos por bens de primeira necessidade e por alguns produtos que, normalmente, fazem parte da consoada.

A acção solidária foi reforçada, este ano, com 20 cabazes atribuídos pelo Município, no âmbito do Banco de Recursos Colmeia, a famílias sócio-economicamente fragilizadas e a idosos isolados do concelho.

Com esta iniciativa de carácter social, a edilidade cantanhedense quis “mais uma vez, proporcionar a alguns agregados familiares que enfrentam dificuldades económicas a possibilidade de viverem o Natal de forma mais condizente com o espírito que nesta quadra deve estar presente em todos os lares”, referiu Helena Teodósio.

A autarca congratulou-se “por estar a cumprir esta tradição destinada a tornar um pouco mais rica e mais doce a consoada de algumas franjas socialmente mais desfavorecidas, neste caso através da Conferência de S. Pedro”, a quem agradeceu “a colaboração no processo e também o trabalho empenhado que realiza a favor de quem precisa”.

Em representação da Conferência de S. Pedro, usou da palavra Ildefonso Samelo, que agradeceu “à Câmara Municipal, também em nome dos beneficiários dos cabazes de Natal este gesto que vai melhorar um pouco o ambiente do Natal em algumas famílias. Sabemos que podemos contar sempre com a Câmara Municipal e esse é um suporte importante para quem se dedica a acções de beneficência”, afirmou aquele
responsável.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA