Coimbra  8 de Dezembro de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Daniel Jonas é o grande vencedor do Prémio Literário Fundação Inês de Castro

24 de Novembro 2022 Jornal Campeão: Daniel Jonas é o grande vencedor do Prémio Literário Fundação Inês de Castro

O poeta Daniel Jonas, com a obra “Cães de Chuva”, é o vencedor da 15.ª edição do Prémio Literário Fundação Inês de Castro. “Cães de Chuva” foi editado pela Assírio & Alvim, em 2021.

O Prémio Literário Fundação Inês de Castro é uma iniciativa anual que distingue obras de prosa ou poesia escritas em língua portuguesa.

A Fundação atribuiu ainda o Prémio de Tributo Consagração 2021 a José Viale Moutinho, que vai estar hoje, às 17h30, na Livraria Lápis de Memórias – Bairro Norton de Matos, em Coimbra, para lançar o seu mais recente livro (22) Contos Escolhidos Antologia Pessoal (1988-2015).

Ao dar este prémio a Daniel Jonas, o júri quis distinguir “a qualidade, a ousadia e a solidez da escrita poética de Daniel Jonas, mais uma vez manifestada” nesta obra, afirma a escritora e jornalista Isabel Lucas, membro do júri.

Presidido por José Carlos Seabra Pereira, o júri integrou ainda o escritor Mário Cláudio, a professora Isabel Pires de Lima e o poeta António Carlos Cortez.

Para o júri do prémio, nesta obra, Daniel Jonas “confirma a solidez da sua criação literária e a originalidade que o torna um dos mais estimulantes poetas da poesia portuguesa contemporânea”.

Em “Cães de Chuva”, livro em verso livre, Daniel Jonas “articula a herança clássica de autores e temas clássicos com a modernidade da linguagem, da forma, dos sentimentos que dominam o tempo e o espaço em que vive”, considerou o júri.

“Outra das características do poeta está na atmosfera perpassada pela sombra, uma tristeza pontuada por momentos de alguma exuberância”, além da linguagem em que cada palavra é “tratada com extrema precisão, deixando entrar termos de outros idiomas, revelando mais uma vez a ousadia que caracteriza a sua produção poética, tal como a atenção dada a elementos como o tempo e o espaço”.

“Cães de Chuva”, prossegue o júri, é um livro “a celebrar, por um poeta, dramaturgo que aprofunda e dá densidade à sua marca poética enquanto passa para a língua portuguesa alguns dos livros e autores mais exigentes da língua inglesa. A notável experiência do tradutor parece contaminar, no melhor sentido, uma poesia nunca acomodada a temas e a fórmulas”.

A cerimónia oficial de entrega destes prémios vai realizar-se na Quinta das Lágrimas, em Coimbra, no primeiro trimestre de 2023, em data a anunciar.