Coimbra  13 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Crioestaminal distinguida com prémios “Cinco Estrelas” e “Escolha do Consumidor”

7 de Janeiro 2021 Jornal Campeão: Crioestaminal distinguida com prémios “Cinco Estrelas” e “Escolha do Consumidor”

O laboratório pioneiro na criopreservação de células estaminais Crioestaminal, com sede no Biocant Park, em Cantanhede, acaba de ser distinguido com os prémios “Cinco Estrelas” e “Escolha do Consumidor”.

A empresa foi, assim, eleita marca líder pelos consumidores portugueses na categoria de “Criopreservação”, do “Prémio Cinco Estrelas”, e foi eleita pelos consumidores portugueses como a marca n.º 1 na “Escolha do Consumidor”, pelo oitavo ano consecutivo.

O laboratório soma uma satisfação global de 77,5 por cento junto dos consumidores e lidera todos os critérios de avaliação do “Prémio Cinco Estrelas”, destacando-se pela “confiança na marca” e pela “inovação”, no que diz respeito à segurança, à acreditação internacional e à investigação e desenvolvimento de tratamentos inovadores com células estaminais.

Já no que concerne à “Escolha do Consumidor 2021”, “os portugueses atribuíram uma pontuação de 87,89 por cento quanto ao nível de «satisfação» e uma pontuação de 86,75 por cento relativo à «recomendação», elegendo a Crioestaminal como a melhor marca, no que diz respeito às condições e longevidade de preservação, segurança transmitida, fiabilidade, explicação dos procedimentos e acesso a tecnologias mais avançadas”, revela a empresa.

Segundo André Gomes, director geral da Crioestaminal, “estas duas distinções são o resultado do reconhecimento, por parte dos consumidores portugueses, da qualidade e excelência dos 17 anos de experiência da Crioestaminal em Portugal, não só a cuidar do futuro das famílias, com a preservação das células estaminais do cordão umbilical para o tratamento de doenças, mas também na promoção da acessibilidade a tratamentos inovadores com células estaminais, como é o exemplo do mais recente medicamento destinado a doentes com pneumonias graves decorrentes de infecção por covid-19”.