Coimbra  31 de Maio de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Coro Coimbra Vocal estreia-se com concerto a 08 de Fevereiro

29 de Janeiro 2020 Jornal Campeão: Coro Coimbra Vocal estreia-se com concerto a 08 de Fevereiro

O Coro Coimbra Vocal, recentemente formado, no âmbito da Associação Pautas e Reflexos, apresentará o concerto de estreia no dia 08 de Fevereiro, no Grande Auditório do Conservatório de Música de Coimbra, às 21h30, foi hoje anunciado.

“Constituído por um grupo de coralistas amadores, com experiência em vários coros da cidade”, o Coimbra Vocal tem direcção artística de “quatro reconhecidos profissionais da música e do canto”: Isilda Margarida, Rodrigo Carvalho, Carla Pais e Raquel Resende.

A Pautas e Reflexos foi fundada em 11 de Setembro de 2019 e a sua “principal motivação foi a de criar um grupo vocal versátil que pudesse interpretar um repertório ecléctico, no sentido de contribuir para a educação para a arte, para a captação de novos públicos e servisse de estímulo à criação artística”, afirma a associação.

Além de “levar a música coral a um público cada vez mais alargado”, o novo grupo vocal assume como missão apresentar “obras corais ainda não estreadas em Portugal, bem como explorar as fronteiras entre música coral, outras formas musicais e mesmo outras formas de expressão artística”.

No primeiro ano de actividades, o Coimbra Vocal apresentará diversos concertos em Coimbra e noutras localidades do país, prevendo também a Associação Pautas e Reflexos a realização de “projectos participativos abertos a todos os coralistas que [neles] desejem participar”.

No concerto inaugural, o Coimbra Vocal divulgará música de dois compositores contemporâneos, que têm vindo a “dedicar-se em especial à composição de obras sacras e de índole espiritual para coro e orquestra”.

Na primeira parte do espectáculo, o público será convidado a “uma meditação poética e musical sobre o sofrimento humano e a sua possível redenção”, através de duas canções de Morten Lauridsen, interpretadas pelo barítono Rodrigo Carvalho, e baseadas em poemas de Dana Giogia e James Agee.

Na segunda parte, o Coimbra Vocal e a soprano Carla Pais, acompanhados por ensemble instrumental e dirigidos pela maestrina Isilda Margarida, interpretarão o ‘magnificat’ do compositor norueguês Kim André Arnesen – “sendo este, por definição, um hino litúrgico de esperança que celebra a maternidade e a renovação trazida pelo nascimento de um novo ser”, refere a associação.

Os bilhetes para o espectáculo de estreia do Coimbra Vocal (10 euros), estão à venda na bilheteira on-line BOL, adianta a Associação Pautas e Reflexos.