Coimbra  20 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Cooperativa Bonifrates celebra 40 anos a servir a Cultura

28 de Janeiro 2020 Jornal Campeão: Cooperativa Bonifrates celebra 40 anos a servir a Cultura

Elenco da peça “O filho da mãe continua… por aí”

 

Presença assídua na vida cultural conimbricense, a Cooperativa Bonifrates celebra, amanhã (29), o seu 40.º aniversário.

Seja a representar autores mais clássicos ou mais contemporâneos, portugueses ou estrangeiros, adaptações de outros textos ou criações próprias, no âmbito do teatro-testemunho e do teatro documental, cruzando o teatro e a música, seja em recitais de poesia ou noutras intervenções artísticas, a Bonifrates tem-se afirmado como uma das companhias de referência da cidade e da região.

Durante estas quatro décadas têm, também, sido importantes as diversas colaborações, quer com o Município, quer com as mais diversas organizações e instituições da cidade, “assumindo sempre o teatro como um exercício de cidadania”, revela a Cooperativa.

“As mais diferentes problemáticas sociais suscitaram a atenção e deram origens a espectáculos e outros projectos culturais com uma identidade que a cidade e a região reconhecem a cada passo”, adianta a Bonifrates, salientando que “40 anos depois continua viva, activa e cheia de projectos para o presente e para o futuro”.

A celebrar este número redondo, será em breve estreada a peça do brasileiro Plínio Marcos “Querô, uma reportagem maldita”, com encenação de João Maria André, cenografia do Atelier do Corvo e música de Amílcar Cardoso.

Neste dia de aniversário, amanhã (29), a Bonifrates vai festejar com um ensaio assistido aberto a todos os cooperadores num convívio comemorativo da data da fundação.

Ao mesmo tempo, está em preparação uma nova produção da Bonifrates Júnior, com texto de Tiago Rodrigues e encenação de João Paulo Janicas e projecta-se, também, para este ano a estreia de um recital de poesia com textos de José Mário Branco e coordenação de Cristina Janicas.

A última grande produção da Cooperativa Bonifrates, “O filho da mãe continua… por aí”, a partir de textos de José Vilhena, com encenação de João Paulo Janicas e cenografia de José Tavares, que em 2019 obteve um assinalável êxito, será também reposta brevemente.
Outras iniciativas estão a ser preparadas para assinalar estes 40 anos de actividade, de uma Cooperativa que começou no antigo Grémio Operário, passou pelo Teatro Sousa Bastos e pelo Edifício Avenida e está, há 25 anos, no Teatro-Estúdio Bonifrates na Casa Municipal da Cultura.

O programa será oportunamente divulgado e toda a cidade é convidada para nele participar.

 

FOTO: Carlos Campos