Coimbra  26 de Fevereiro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Convento do Bussaco vence concurso e vai ser visto em toda a Europa

23 de Dezembro 2020 Jornal Campeão: Convento do Bussaco vence concurso e vai ser visto em toda a Europa

O Convento de Santa Cruz do Bussaco é o vencedor de um concurso de postais, organizado pela Comissão Europeia, e vai, por isso, circular, sob a forma de um postal com a imagem do retábulo do Altar-Mor, em toda a Europa.

“É um enorme orgulho vermos o Convento de Santa Cruz do Bussaco por essa Europa fora. Todo o património existente da Mata do Bussaco enriquece o concelho da Mealhada e o país e, em boa hora, decidimos avançar com a requalificação deste convento, com verbas nossas, mas também com o apoio merecido de fundos comunitários”, referiu Rui Marqueiro, presidente da Câmara Municipal da Mealhada.

O concurso “#EUinmyregion” 2020, organizado pela Direcção-Geral da Política Regional e Urbana da Comissão Europeia, desafia instituições a apresentar projectos financiados pela União Europeia (FEDER, FSE, INTERREG, Life, Europa Criativa, etc.), podendo cada candidatura apresentar cinco fotografias de um mesmo projecto. A selecção dos projectos vencedores assentou em critérios como “considerações estéticas, adequação e capacidade de despertar o interesse do público”.

Na candidatura apresentada pela Câmara Municipal da Mealhada, no passado mês de Agosto, foram incluídas cinco fotografias ilustrativas do Convento de Santa Cruz do Bussaco, com interiores, exteriores e pormenores, mas a escolha recaiu sobre a fotografia do retábulo do Altar-Mor do Convento. Esta deu a vitória ao Município da Mealhada, que, para além de ver a imagem do convento, com a respectiva descrição, circular pela Europa, receberá 300 postais para distribuir.

O Convento de Santa Cruz do Bussaco é um edifício com 392 anos, inserido na Mata Nacional do Bussaco, que correspondeu ao único deserto da Ordem Religiosa Carmelita Descalça em Portugal. Foi objecto de uma obra de recuperação que ultrapassou o meio milhão de euros (553 881 euros), tendo obtido financiamento (46 015 euros) do Programa Operacional do Centro (FEDER).

“É de sublinhar que, com esta distinção, conseguimos destacar um projecto municipal ao nível europeu”, salientou Rui Marqueiro.