Coimbra  4 de Dezembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Convento de S. Francisco já tem cafetaria e livraria

8 de Julho 2020 Jornal Campeão: Convento de S. Francisco já tem cafetaria e livraria

Volvidos quatro anos da inauguração do Convento de S. Francisco, em Coimbra, em Abril de 2016, finalmente este equipamento cultural passou a contar com o tão esperado “Café Concerto” e a “Livraria”.

Os concursos públicos para exploração dos dois espaços foram lançados em Novembro de 2019 pela Câmara Municipal de Coimbra, tendo entrado em funcionamento nesta última semana.

O ‘Café Concerto’ é aberto a todo o público em geral e “promete aumentar a atractividade e as valências deste equipamento cultural municipal”.

O horário de funcionamento será de segunda-feira a domingo, sem período de encerramento semanal, entre as 10h00 às 24h00.

Já a ‘Livraria do Convento’ foi inaugurada no passado sábado (04), Dia da Cidade de Coimbra, ficando à responsabilidade da Bruaá Editora.

Este espaço está aberto de terça-feira a domingo, entre as 15h00 e as 20h00, e em noites de espectáculo o horário prolonga-se até às 21h30.

Ter estas zonas culturais e sociais do Convento era um objectivo da autarquia, que pretendia que o café fosse “um registo de dinâmica artística e cultural compatível com um ambiente tranquilo e que, para além do serviço de cafetaria e pastelaria, forneça refeições ligeiras de confecção pouco complexa, como saladas, sopas, hambúrgueres, tostas e outros snacks”.

Também o bar do “foyer”, na entrada do grande auditório, dispõe dispor de um serviço de bebidas complementar ao café, para dar apoio aos eventos, pelo que tem um horário adequado à programação e encerra 30 minutos após o seu fim.

A livraria era igualmente uma prioridade, disponibilizando “um serviço de excelência, que disponha de um catálogo de publicações nacionais e internacionais, especializada nas temáticas ligadas à arte moderna e contemporânea, arquitectura, cinema, artes performativas, literatura, design, ilustração e turismo cultural”.