Coimbra  8 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Cáritas de Coimbra dinamiza sessão com sistema DAPAS na Casa de S.José

26 de Janeiro 2021 Jornal Campeão: Cáritas de Coimbra dinamiza sessão com sistema DAPAS na Casa de S.José

No dia 25 de Janeiro, a equipa do Triplo D, projecto da Cáritas de Coimbra, dinamizou uma sessão de sensibilização com os utentes da Estrutura Residencial para Idosos – Casa S. José, com apoio da aplicação DAPAS – implementação em escala de soluções AAL (Active and Assisted Living).

Neste período de pandemia devido, marcado pelo confinamento e isolamento social, a aplicação DAPAS permite, aos utentes que estão a participar no projecto, manter um contacto activo com familiares e amigos, seja através das chamadas de vídeo ou mensagens de texto, entre vários serviços diferenciados. O Triplo D aproveitou as funcionalidades de comunicação e interacção da aplicação para dinamizar uma sessão em regime presencial e virtual, que decorreu, segundo a Cáritas, de forma “entusiasta e participativa”, cumprindo com todas as medidas de segurança indicadas pela Direcção-Geral da Saúde (DGS). Esta é a primeira de duas sessões que pretendem levar a uma reflexão e partilha sobre as temáticas dos direitos humanos e da participação cívica e democrática, na perspectiva dos adultos mais velhos, enquanto cidadãos de plenos direitos e deveres.

Triplo D é um projecto financiado pelo Programa Cidadãos Ativ@s (2018-2024), no âmbito do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu – EEA Grants, gerido em Portugal pela Fundação Calouste Gulbenkian, em parceria com a Fundação Bissaya Barreto. O DAPAS é cofinanciado pelo Programa Europeu AAL (Active Assisted Living – ICT for Ageing, 2017) e, no caso português, pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia. Esta foi uma forma encontrada pela Cáritas Diocesana de Coimbra de conciliar dois projectos com diferentes objectivos. Através desta actividade concertada foi possível sensibilizar cidadãos mais velhos para questões sobre os seus direitos e deveres, utilizando a tecnologia instalada no tablet através do sistema DAPAS. Não obstante do isolamento social imposto pela pandemia, é possível através destes projectos, manter algumas das actividades que estimulam a conversação e a socialização.