Coimbra  25 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Confraria da Rainha Santa apresentou programa religioso das festas

27 de Abril 2018

João Rodrigues Teixeira, António Rebelo e Américo Pires dos Santos, respectivamente vice-presidente, presidente e secretário da Mesa da Assembleia Geral da Confraria

 

Ano par significa que as ‘Festas da cidade de Coimbra’ incluem os seus momentos mais altos: as grandes procissões da Rainha Santa Isabel, que fazem parte do programa religioso, apresentado, hoje, pela Confraria da Rainha Santa Isabel.

António Rebelo, presidente da Confraria, explicou toda a programação, da qual destacou a tradicional Gala das Rosas solidária, a Missa de Solenidade de Santa Isabel e, também, a reunião geral da Confraria, que será aberta a irmãos e confrades, numa iniciativa que pretende aproximar e debater o presente e o futuro desta entidade.

“Esta é uma oportunidade para que todos os associados tomem conhecimento do que é a Confraria, para que tirem dúvidas, mas também servirá como preparação para as festas e para actualização da nossa base de dados, que tem entre 2 000 a 3 000 membros”, explicou António Rebelo sobre a reunião geral, que irá ter lugar no Mosteiro, pelas 17h30, do dia 09 de Junho.

Outra das novidades deste ano é a realização de uma ‘Feira do Livro Antigo e Usado’, de cariz solidário (com parte da receita das vendas a reverter para as obras de restauro do Mosteiro), e aberta a alfarrabistas e coleccionadores que queiram vender algumas obras. O evento irá decorrer no dia 16 de Junho, no adro da igreja da Rainha Santa, e está aberta à população em geral.

Como habitualmente, as procissões solenes com a imagem da Rainha Santa Isabel, entre o Mosteiro de Santa Clara-a-Nova e a igreja de Santa Cruz, na “Baixa” da cidade, acontecem a 05 de Julho (quinta-feira), depois da missa (18h00); e a 08 de Julho (domingo), após a Eucaristia em Santa Cruz (16h00).

Destaque, ainda, para a missa solene integrada nas cerimónias anuais da Real Ordem de Santa Isabel, no dia da cidade, a 04 de Julho, pelas 16h30, com a presença dos duques de Bragança, D. Duarte e D. Isabel.

À margem da programação, mas na sequência da estratégia turística que tem vindo a ser adoptada pela Confraria, vão continuar a realizar-se as visitas ao Coro Alto do Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, a partir de agora sem guias, sendo que a próxima acontece já na próxima terça-feira (01), entre as 15h00 e as 17h00. O propósito desta iniciativa, além de dar a conhecer este local do Mosteiro ao público, é conseguir angariar fundos para a recuperação da Capela-mor da igreja.

Até ao início das festas haverá mais novidades, que serão “oportunamente divulgadas” pela Confraria.

Quanto à exposição da mão da Rainha Santa, António Rebelo afirmou que “este é um ano em que tal não se justifica”, contudo, deixou a intenção de que possa vir a acontecer daqui a dois anos, em que se celebram os 750 anos do nascimento da padroeira. A ideia é que se organize “algo condigno com a padroeira de Coimbra”.

O presidente da Confraria adiantou, ainda, que estão já a ser estabelecidos contactos com Saragoça (de onde é natural Isabel de Aragão) para que os festejos tenham início nessa cidade espanhola, terminando depois em Coimbra.

 

PROGRAMA

09 de Junho – 17h30

Reunião Geral da Confraria da Rainha Santa Isabel

 

30 de Junho – 21h30

IV Gala das Rosas no Teatro Académico de Gil Vicente

(entrada 10 euros, que revertem, na totalidade, para as obras de restauro da igreja da Rainha Santa)

 

01 de Julho

11h00 – Missa da Confraria da Rainha Santa Isabel

21h30 – Missa e Sermão por D. José Cordeiro, bispo de Bragança-Miranda

 

02 de Julho – 21h30

Missa e Sermão

 

03 de Julho – 21h30

I Vésperas e Sermão

 

04 de Julho

08h00 – Missa de Santa Isabel

11h00 – Missa da Solenidade de Santa Isabel, presidida por Virgílio Antunes, bispo de Coimbra

16h30 – Missa solene integrada nas cerimónias anuais da Real Ordem de Santa Isabel, com a participação da Real Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa, e dos duques de Bragança

18h30 – II Vésperas

 

05 de Julho – 18h00

Missa seguida de procissão penitencial, entre o Mosteiro de Santa Clara-a-Nova e a igreja de Santa Cruz

 

08 de Julho – 16h00

Missa solene em Santa Cruz, seguida de procissão solene até ao Mosteiro de Santa Clara-a-Nova

 

13 de Julho – 21h30

Visita nocturna ao Mosteiro de Santa Clara-a-Nova

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com